5 min

0
Imagem: reprodução

Era cedo, mas não sabia dizer exatamente que horas.
Acordou com a claridade entrando pela fenda que a cortina fazia na janela, mas não levantou de imediato. O corpo fazia poucos movimentos. A preguiça estava ali.

Ao pé do ouvido a voz dizia “Bom dia, amor” e as mãos já agarravam a cintura. Depois de um beijo no pescoço, decide realmente acordar. Espreguiça daqui e dali.

Sentada na cama pensa que mais um dia vai começar. Parece ter devaneios daqueles.
Decide ir para o banheiro, tomar um banho, acordar de vez e começar o dia.

Logo que sai do banheiro se depara com o café da manhã na mesa de canto do quarto, algumas flores enfeitam a bandeja e a cortina está aberta, escancaradamente para uma das cidades preferidas dela: Paris.

O primeiro pensamento do dia?
Nada como acordar com o homem da sua vida em Paris! Nada de sorte ou azar, é só amor. Amor de bom dia e pra sempre.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.