50 tons de azul (ou mais)

0
Imagem: reprodução

Gosto muito de cinza, mas prefiro o azul. O meu preferido? 50 tons de azul (ou mais) do mar. O amor fica até maior no mar.
Tem calma, lava a alma e faz pensar na vida. O mar pra mim é como poesia, inspiração, o avesso da cidade cinza que moro.
Tem dias que bate a falta. Falta essa parecida com a falta de ar. Que sufoco! Preciso de maresia, do cheiro, da paz e da liberdade que consigo ali, naquele azul.

Olha para o mar é olhar pra vida. Nenhuma sessão de terapia foi tão esclarecedora como olhar pro mar. Nada contra sessão de terapia, fiz muitas e não me arrependo. Mas o mar, me ajuda num tanto que parece preencher cada espaço vazio.

Sei lá, o mar transborda amor, se colocar um “a” na frente do “mar” o amor fica maior, sem preconceitos, sem diferenças. Só amor. Já reparou que no mar todo mundo é igual? Rico ou pobre, na lancha ou na praia, o mar é o mesmo. E olha que é poderoso, não é a toa que nosso planeta é chamado de azul. O mar é maioria.

Imagem: reprodução

O mar também tem dias ruins (como todo mundo). Dias de mar bravo, ondas altas e ressaca. Dias que não está à fim de nada, nem ninguém. Fica melancólico em dias de chuva (eu também). Mas a calmaria sempre volta (como na vida), graças a Deus! Ah, os tons de azul também.

Dá pra aprender humildade com o mar. Na imensidão azul você é apenas um ponto no meio das tantas ondas, não mais importante que um peixe. Nessa horas dá pra pensar por que tem tanta gente arrogante e que tem um rei, na verdade poderia ser condado, na barriga. Essas pessoas jamais pararam para observar o mar, tão pouco tentaram aprender algo com ele.

O mar também aprendeu a ser parceiro do céu, um casamento perfeito, uma cumplicidade única, um amor só deles e ai de quem não concorde com isso. Com as ondas, ele dança. Dança comigo e com o meu coração também.

O mar me faz falta, é poesia pra alma, amor aos olhos e felicidade no coração.

Imagem: reprodução

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.