50 tons de verde

1

Não li 50 tons de cinza. Não vi graça, sinceramente. Mas claro, não julgo quem leu e se apaixonou pelo Mr. Grey. Prefiro os 50 tons de verde dos seus olhos. Acho bem mais inspirador.

Imagem: reprodução

Os meus pobres olhos castanhos até perdem a pouca graça que tem, quando chegam perto dos seus. Não rola competição, pelo contrário, rola muita admiração entre eles. Acho até uma boa combinação para dizer a verdade, castanho e verde. Rola também um brilho ao te olhar, não sei o que acontece, mas sei que com você também acontece. Meus pobres olhos castanhos ganharam mais tonalidades depois que você chegou. Eles estão tão bobos quanto eu.

Verde sempre foi uma das minhas cores favoritas. Engraçado isso né? Acho que de tão favorita, ganhei você, quer dizer, seus olhos verdes para me olharem sempre. Acordando ou indo dormir.

Acho que não precisa declarar amor em bilhetes, surpresas ou dizendo coisas bonitas, quando os olhos podem dizer muito mais coisas. Coisas de alma mesmo, de olhar profundo, daqueles que chegam no coração e fazem perder o chão.
Vinicius e Tom eram videntes, porque quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus resolvem se encontrar, Ai, que bom que isso é, meu Deus…

1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.