A barriga da Bel

1
Izabel Goulart para a Revista GQ Brasil de Maio

Eis que você abre a revista e dá de cara com isso ai. Uma mulher linda, bronzeada, esculpida pelas horas e horas de academia. Tem gente que acha magra demais. Tem gente que paga pau. E eu? Eu só uso a “Bel” como inspiração.

Desde que voltei para os treinos e para a vida de comer coisas realmente saudáveis e fazer exercícios todos os dias, a Bel está no despertador e fundo de tela do celular. Justamente para eu não fugir do meu objetivo, a barriga zero.

Tem gente que me acha louca, porque eu já sou magra, mas tenho para mim que foco é uma coisa importante. Seja para a barriga zero, seja para a vida. Quando a gente quer mesmo uma coisa, tem que ir atrás.

Se corpo perfeito a gente não consegue sem sacrifício, imaginem coisas para a vida. Pode ser a promoção no trabalho, trocar o carro, mudar de cidade, terminar um relacionamento que já não ia bem, reconquistar aquele amor do passado, enfim, todo e qualquer objetivo precisa ser alcançado.

Muita gente acha que é loucura essa coisa de saúde, ser magra, ter um corpo definido e eu digo, o que você tem a ver com a vida ou a felicidade do outro? Se é magra demais reclama, se é gordinha reclama, mas olhar para a própria barriga ninguém quer. E assim é a vida. Antes de falar da escolha do outro, olhe a sua. Quais são as diferenças? O que foi sucesso ou fracasso? Quais são os objetivos?

Quem diria que a barriga zero da Bel ia fazer você pensar na vida não é mesmo? Ela para mim é um estímulo, para você pode ser outra coisa.

O que eu quero dizer com essa história toda é que se tem que escolher qualquer coisa, escolha sempre ser feliz. Seja feliz ao traçar seus objetivos, suas metas, seus caminhos e suas inspirações. Ninguém está falando de padrão ou apoiando a barriga zero. Tem barriga zero quem quer, e tem gordurinhas também quem quer.

Se você parar de inventar desculpas para tudo, talvez vai conseguir sair do lugar. Não importa a sua meta, vá atrás dela. Tem coisas que só conseguimos com muito esforço e sempre acaba valendo à pena. Não importa a sua escolha, faça ela sendo feliz com você e não com os outros.

E você ai pensando que uma barriga assim poderia ser pura futilidade, hein?!

1 comentário

  1. Ana Paula Diz

    Sei que cheguei atrasada para comentar esse texto de um ano atrás, mais não resisti e preciso comentar que achei esse texto ótimo… e como você percebeu estou lendo todos os textos, devagarzinho, porque tenho que ler nas pausas dos compromissos.
    Beijos!
    OBS.: Viciada nos seus textos!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.