A PREGUIÇA DE UMA VIDA PERFEITA DEMAIS

0

Leia ouvindo: Donavon Frankenreiter – Life, Love & Laughter

Já cheguei a pensar que era coisa da idade. Pensei também na minha personalidade, ando bem exigente com quase tudo. Mas não era nada comigo, percebi isso ouvindo de diferentes pessoas a mesma opinião.

O mundo anda chato demais com essa historia insana de vida perfeita. As pessoas estão tão perfeitas que nem alface mais gruda no dente. (Devem ter inventado uma nova pasta de dente que não deixa isso acontecer. E eu não estou nem sabendo, você está?)

Essa perfeição vendida através do pacote de dados do celular me incomoda. Parece que nunca chegamos lá, uma sensação de frustração barata, sabe? Como assim eu não passei o verão europeu em Mykonos, como todos do meu feed?

Porque MyKonos, de fato, é como o Guaruja velho de guerra. É logo ali, sabe? Não precisa de muito para ir ate lá.

Será que o “lá” que tanto queremos alcançar é a tal Mykonos? Tenho para mim que não. O loop da rede social traz a perfeição a cada deslizar do dedo, mas não se engane. O “lá” que provavelmente você quer alcançar, tão pouco tem a ver com conteúdo que você escolheu seguir nas redes sociais.

Digo isso porque já me bateu uma frustração danada essa história de não ter uma vida tão interessante como a de tantas pessoas do meu feed. E foi ai que eu comecei a ver a minha irritação e cobrança com algo que não era meu.

A minha idealização de vida perfeita vai muito além do feed ou das pessoas que sigo. Tomar um chacoalhão foi fundamental para retomar minha estrada, minha vida e minhas regras.

Acredite ou não, as pessoas são tão mais interessantes e surpreendentes na vida real. Interessantes inclusive para uma análise profunda do ser humano.

Fotografia: Guilherme Mira

É muito mais facil publicar a vida perfeita do que vivê-la. Afinal de contas, existem tantos filtros e outros app para camuflar as piores imperfeições, inclusive as de caráter, que são facilmente reveladas naquele pouco convívio ao vivo. Onde os filtros caem e quase ninguém sustenta a perfeição, justamente por ela não existir.

Passo o olho pelo meu feed novamente. Não tem nada a ver com qualquer outra justificativa, está na essência. Tenho preguiça dessa vida perfeita demais!

O pedacinho de folha de alface fica até poético perto daquela foto na cadeira do dentista renovando o clareamento recente. Afinal de contas, no loop da vida perfeita demais é sustentado por coisas simples, como uma viagem para Mykonos.

Sério, me dá até saudade das fotos de verão no Guaruja.

Juliana Manzato

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras.Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos!Sonhos? Vive deles
Juliana Manzato

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.