Acumulado

0

Depois de algum tempo descobri porque os domingos eram tão especiais. Domingo era o nosso dia oficial do junto. Junto com a família naqueles almoços ou churrascos divertidos. Juntos na cama brigando com a preguiça para levantar. Juntos também fazendo o jantar e organizando a casa para a Maria não reclamar tanto da bagunça. Era o nosso dia de ficar um pouco mais junto e fazer nada, misturado com um pouco de tudo. Talvez uma confusão que fosse só nossa. Ah, o nosso mundo…

Nunca foi tão divertido cozinhar e tomar vinho enquanto você lavava a louça. A gente ria de nada, ria de tudo. A gente estava ali, vivendo o dia de domingo.

{ Imagme: reprodução } 

Você sempre tão mais organizado quê eu, sempre tinha a parte do armário mais organizada, domingo era o dia de ajudar a organizar o meu canto, e você era realmente bom nisso.

Hoje, fazendo o jantar, tomando vinho e com um pouco de louça acumulada na pia, percebo que a saudade de você só acumulou aqui dentro também.

Os domingos são uma incógnita, assim como o meu humor pisciano que você sempre tirou sarro.

Sabe moreno, tudo anda acumulado, até a falta que eu sinto de você.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.