Amor é comparecimento

2

Cada vez que entro no site da folha para ler Xico Sá, PÁÁÁÁ. Se tem amor, ele diz. Se tem complicação, também. O rei da Saia Justa, justíssima e porque não injusta (às vezes)? Xico se resume em amor. Chico Buarque também, mas são outros 500.

Imagem: reprodução

Amor é comparecimento. Concordo Xico.
Uma pena que comparecimento hoje, não seja comparecimento. “Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença…”. Compareça, pelo amor de Deus!
Compareça de todas as formas e jeitos, esteja junto, grudado, ali ao lado.

A gente ama falar de amor. A gente ama viver o amor. Tudo é tão simples, porque complicar? Não precisa. A gente não perde o jeito de amar, de olhar, beijar ou se apaixonar, a gente sabe o que é necessidade e o que é exagero. A gente também sabe o que é comparecer, sexualmente ou fisicamente falando.

Tem dias que a gente precisa do outro do lado, não do outro lado. Precisa do abraço apertado, do ombro amigo, pegar na mão, beijar, fazer uns gracejos, sorrir junto, chorar também. Amor não é só foto em rede social ou status de relacionamento. Amor é comparecer num domingo na reunião na casa da avó. É levar o cachorro passear mesmo sem vontade, é assistir os videos antigos como se fosse à primeira vez, é estar junto em momentos bobos (e importantes também).

Amor é comparecer na vida do outro de corpo, alma e coração da maneira mais clichê do mundo. Porque se não for clichê talvez eu estranhe achar qualquer outra coisa sobre amor.

2 Comentários

  1. Anonymous Diz

    Saudades do tempo em que ainda existia o amor…

  2. Claudia Diz

    Adorei seu blog Ju! Parabéns!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.