Aquela dos 25

1

Parece que foi ontem que me formei do colégio e entrei na faculdade, mudei de cidade, aprendi a morar sozinha, a conviver com a geladeira vazia, e claro, aquelas muitas roupas para lavar.

Parece que foi ontem também que eu fiz novos amigos, me decepcionei com vários e hoje me garanto naqueles poucos e bons. Aliás, decepção foi o que não faltou, com amigos, homens, família e comigo mesma. Me decepcionei algumas vezes comigo. Quem nunca? Graças a Deus os momentos bons superaram tudo, e os sorrisos valeram muito à pena.

Às vezes ainda me sinto aquela garotinha de 17 anos que saiu da casa dos pais, aprendeu a andar de ônibus, a meter as caras, que aprendeu a viver a própria vida. Aquela menina que aos 20 anos teve a própria empresa, teve coragem de ir a luta. A real diferença daquelas antigas meninas é a dose de maturidade, e alguma diferença na cor dos cabelos e no formato da sombracelha. Dei adeus para a minha cidade de origem e algumas lembranças que precisavam ser esquecidas. Segui em frente. Aquela garotinha de 17 anos era muito corajosa, me orgulho dela e acho que hoje, ela também se orgulha de mim.

Chegar aos 25 anos é especial. Não me arrependo daquilo que deixei para trás, muito menos no que me transformei. Se aquela menina de 17 anos soubesse o que se tornaria, ficaria feliz. Valeu a pena tudo, as decepções, sorrisos e a vida que passou.

Hoje é dia de agradecer. Agradecer meus pais e a minha avó Julia, por terem acreditado em mim, me ajudado a levantar quando caí, por estarem ao meu lado em todos os momentos; Queria agradecer aos professores que tive na vida, os filhos da puta e os sábios. Graças à eles tive bons exemplos de caráter e também o estrago que a falta dele pode causar em uma pessoa.
Queria agradecer aos meus ex-coleguinhas da escola, a “filha da funcionária” do único colégio particular da cidade, cresceu e achou a turma dela (beijo, gente!); Agradecer as pessoas incríveis que conheci em Campinas, os meus professores da faculdade e os colegas de sala. Foi nessa época que fui e fiz as melhores festas da minha vida;
Não poderia deixar de agradecer aqueles homens que me fizeram sorrir e me sentir especial, aos que me decepcionaram preciso agradecer o dobro. Tudo que aprendi sobre homens devo à vocês, afinal, decepção também faz a gente crescer. Queria agradecer as minhas amigas, aquelas de longos anos, ou de pouco tempo, que aguentaram meu chororô e torceram pelo meu sorriso.

Mas o agradecimento especial não poderia ser mais clichê e verdadeiro, vai lá para cima…
Deusão, você é foda pra caralho! Obrigada por tudo, tudo mesmo!
Um dia uma amiga muito querida me disse, “você ainda vai ser mais feliz do quê imagina” e hoje concordo com ela, e amanhã, e depois de amanhã e para sempre vou acreditar nisso.

Que venha os 25, os 30, os 35, a sabedoria, a alegria de viver, a família, os novos amigos, os filhos, a vida e a felicidade, que com certeza vai ser melhor do quê imaginei.

Bem vindo 25, tenho certeza que vamos nos divertir juntos. Viva a vida! 🙂

1 comentário

  1. Bianca Diz

    PARABÉNS SUA LINDA!!!! Tudo de muito maravilhoso no seu mundo, na sua vida. Que tenha mais muitos anos leves, doces e coloridos! 🙂

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.