Broken Heart

1
A vida vai partir seu coração em mil pedaços por algumas vezes, isso é um certeza, mas é justamente ela quem vai te obrigar a recolher pedaço por pedaço e remendá-lo. Não sei explicar porque isso tem que acontecer, mas acredito que seja mesmo necessário.

Algumas pessoas destroem afeto, até quando se trata de amizade, acho que não aprenderam a lidar com o mais bonito da vida. O bonito de ter por perto quem nos quer bem e cuidar para que isso seja uma realidade constante.

{ Imagem reprodução }  

E mesmo perdendo o chão algumas vezes, o que sei até hoje é que não há ninguém que tenha vivido uma vida inteira com o coração partido nessa terra. Eu sei que dói por um tempo. O namorado te deixa, te trai. A “amiga” te deixa, te trai. Algumas pessoas escolhem ir, simplesmente, e não fazem questão de deixar só memórias boas. E nem venha me dizer: “lembre apenas das coisas boas.” Porque o que fica mesmo é a marca da ferida, e  às vezes eu só queria poder esquecer tudo, mas aí me vem à cabeça o quanto seria angustiante olhar para uma cicatriz e não saber porque da mesma estar ali.

Toda marca, por menor que seja, é nossa, faz parte da nossa vida, da nossa história. Deixo de lado então a vontade de querer esquecer. Acho que a receita é ter mais do mais e menos do menos. O que me deixa tranquila ao deitar todos os dias para dormir é saber que algumas pessoas nunca irão embora e que vai chegar gente, vai ser tudo novo e tudo de novo, até o dia em que encontrarmos pessoas que não estejam interessadas em partir nosso coração, mas que ao vê-lo partido nos ajudarão a recolher os cacos.

Ouvi dizer que depois de um fim, triste ou não, há sempre um – bom – recomeço. Tenho fé.

1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.