Coisas bem-vindas

0

E já dizia Cássia Eller, “Entre as coisas mais lindas que eu conheci só reconheci suas cores belas quando eu te vi”.

Te ver. Entre um mundo de gente sem nexo. Antes mesmo de imaginar o quanto feliz eu seria, já abri um sorriso. Foi um dos movimentos mais sinceros e inesperados que eu já fiz na vida. Logo eu, que não queria mais me movimentar, justamente pelos inúmeros machucados pelo meu corpo. Machucados que não eram visíveis pra ninguém, mas doía muito em mim.

{ Imagem reprodução } 

Tem coisas que são complicadas para se resolver, outras criam movimentos certos, que dizem por si. A gente não precisa se esforçar para coisas que acontecem com naturalidade, com leveza e clareza. As coisas são reais, não tem jogo ou um vencedor. Tem uma conquista gostosa, com aquela mistura de ansiedade e certeza. Quando o vento está ao nosso favor, nós sabemos, é algo natural. Quando vem tempestades a gente também sente.

Depois de conhecer o movimento à favor da vida, tenha a certeza que você pode tudo. Não existe lugar ruim para quem sabe onde quer chegar.

Forçar a barra para coisas darem certo é ruim. Parece que o riso é forçado, a escolha do restaurante também. Ir ao cinema não é mais tão bacana, o gosto musical não é o mesmo e o estilo de vida também não. Tem coisas que foram feitas para dar errado e conforme-se com isso. A única certeza que vem depois é que o “certo” está por vir.

O movimento mais bonito, além do sorriso, é aquele em que as coisas dão certo e fazem sentido.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.