Confissões de uma recém-casada em: Ser casada é…

0

– Abaixar a tampa do vaso toda vez que entrar no banheiro (mulheres, desistam… eles não conseguem esse simples movimento de abaixar uma tampa. É mais forte do que eles, relevem.)

 – Aprender que o “meu” agora é “nosso”. E isso inclui tudo: casa, comida, dinheiro, planos, família etc.

– Colocar uma pizza no forno, mesmo tendo alimentos muito mais saudáveis do que isso na geladeira, simplesmente porque é mais fácil de fazer do que grelhar um frango.

– Engordar (resultado do tópico anterior…) Homens e mulheres engordam no começo do casamento, isso é fato comprovado! Estamos tentando voltar ao nosso peso de solteiros, o que não está sendo fácil 🙁 Mas enfim, vamos em frente pro próximo item porque esse me incomoda…

– Acordar mais cedo do que o seu horário normal porque o outro entra no trabalho mais cedo. (se você volta a dormir depois, aí são outros quinhentos…)



Imagem: reprodução

– Ter sempre alguém pra jantar com você. (o famoso #foreveralone desaparece da sua vida)

– Saber que ao chegar em casa, vai ter alguém que além de te perguntar como foi seu dia, vai te consolar e te fazer sorrir só por estar ali, do seu lado.

– Descobrir que vocês podem dormir de costas um pro outro e isso não significa que estão brigados. Simplesmente estão cansados e a cama é grande. Ou só a cama que é grande mesmo… ou vocês que são espaçosos.

– Acordar de madrugada no susto porque levou um chute sem querer. Ou uma cotovelada. (isso pode acontecer mesmo se a cama é grande, digo por experiência…)

– Ir ao supermercado juntos e saber certinho a quantidade de comida comprar. Isso é um tanto quanto delicado… quando se mora sozinho você se acostuma a comprar comida e bebida pra uma pessoa só. E se engana quem pensa que como casados é só dobrar a quantidade! Uma dica: congele tudo o que comprar. O risco da comida estragar na geladeira porquê vocês compraram coisa demais diminui bastante.

– Escutar coisas do tipo “a cenoura ficou crua” e não ficar chateada, e sim levar como uma crítica construtiva. (acho que cenoura é uma coisa pessoal, no bolo ela não deu certo, e nem sozinha… enfim!) Estou aprendendo a cozinhar e tenho um excelente critico sincero do meu lado… vou testando até conseguir! Coitado dele que tem que engolir comida crua até esse dia chegar…

– Decorar a casa de acordo com o gosto de ambos. Pra gente isso não foi muito difícil, temos gostos parecidos. Mas mesmo assim, sempre um lado cede um pouquinho sobre o vaso da sala e o outro cede sobre a mesa do escritório. Entrem em um acordo e tenham um pouco de cada um na casa toda. Ela fica mais aconchegante.

– Economizar. Acho que esse é o ponto mais importante na vida de um casal. Não digo pra cortar tudo e viver à base de pão e agua e não sair de casa nunca. Mas aprendam a guardar um dinheirinho no final do mês. Casais fazem planos pro futuro, querem viajar, ter filhos, uma casa, carro… Quanto mais vocês souberem e conseguirem economizar, mais rápido esses planos se tornam realidade.

– Conversar. Tudo se resolve na conversa, nada na briga. Não durmam brigados. Sentem, conversem, resolvam seus problemas da melhor maneira possível e bola pra frente! Engolir “briguinhas não-resolvidas” e dormir de bico é muito namorinho de 8a série.

– Aprender a separar as roupas certas pra lavar junto. Pode parecer besteira, mas tente manchar uma blusa branca do seu par com uma meia vermelha sua que foi junto por acaso…

– Lidar com as diferenças e manias do outro. Aquela mania dele(a) te irrita profundamente? Lembre-se que você também tem as suas e mesmo assim ele(a) dorme contigo todo dia e te ama.

– Ser menos egoísta. Motivos óbvios.

– Acordar todo dia, olhar pro lado e dar de cara com um sorriso e um “bom dia amor” no pé do ouvido.

– Assinalar “casada” em um formulário e achar estranho.

– Acostumar a assinar com o novo sobrenome.

– Por causa do tópico anterior: trocar todos os documentos (esse dá uma dorzinha de cabeça, mas vale a pena.)

– Ver as fotos do seu casamento todo dia e não enjoar.


E o que eu considero principal: Ser casada é ser VOCÊ, e FELIZ! É poder ser você mesma 24h por dia, com suas qualidades e seus defeitos, ao lado de alguém que te aceita exatamente dessa maneira.


Obs: aos interessados, eu fiz um outro bolo depois do fiasco do de cenoura. De nutella… e ficou delicioso! Aleluia! 😀

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.