Convênio não cobre saudade

2

Leia ouvindo: The Script – The Man Who Can’t Be Moved

Já chega doutor, eu não sei direito o que fazer. Pra ser sincero com o senhor, já faz um bom tempo que eu tento encontrar uma forma de fazer esse chiado no meu peito passar. Eu tô tentando. Juro. Mas a culpa é toda dela, que passou aqui por dentro do meu abraço e deixou o perfume dela no meu casaco. Foi a risada dela. Acho que foi isso. Risada sincera, de quem não deixou a vida tirar o brilho do olho dela. Ô Doutor, ela é daquelas que tem dez vezes mais problemas do que a gente e mesmo assim faz carinho na nossa cabeça dizendo que vai ficar tudo bem. Pois com ela ficou. Pra gente não abaixar a cabeça pra nada. Aquela que motiva, sempre. Que manda a gente levantar a cabela. Mas também doutor, é mais fácil pra ela. Ela já tem tudo. Ela já se tem, né?

Levanto do dia desde que a conheci sem pedir muito. Só queria poder entender aonde a gente encontra essa poção que ela deve tomar toda manhã. Que deixa ela sorrindo até pra dar bronca, deixa a gente com mais vontade de viver e com preguiça de reclamar. Que faz todo mundo ficar encantado por ela. Sabe doutor, ela cabe muito bem aqui, ó, cabe certinho repousando no meu peito. Entenda Doutor, “sonhar acordado” é a melhor definição que já fizeram pra conseguir explicar o que deve ser acordar todo dia ao lado dela.

11334338_10205324731970907_301993020_n

[ Imagem: reprodução ] 

Imagino quantas lágrimas o senhor já assistiu escorrer aqui dessa cadeira né? Quantas lágrimas de alegria, de tristeza e de mudança. Mas eu não quero chorar por mais ninguém Doutor, ainda mais depois dessa menina que adora sorrir. Sei de gente que só aprendeu a viver de verdade depois que quase morreu. Encontrei essa menina, ela sumiu e meu peito apertou. Tô aprendendo a amar desde o dia que não encontrei mais o meu amor. Deixa ela sumir não Doutor, por favor.

Então eu só queria uma receita preescritas pela tua mão doutor, pra saber como eu vou me medicar. Desabafar de amor nos dias de hoje, é um convite pro mundo te julgar. Parece que só cresce nesse mundo quem sofre sem chorar. Não quero isso não, por favor. Só queria saber que remédio eu tomo pra esse aperto no peito passar. Pra essa confusão melhorar. Pois saudade e amor, só machuca pra quem sente, mas só existe pra combinar. Harmoniza independente da ordem que a gente colocar. A gente ama ter saudade ou a gente tem saudade de amar?

Me dá esse alívio doutor, me ajuda a descansar, pesa tanto aqui dentro que parece que todo dia eu ando comendo feijoada no jantar.

Só queria o corpo dela encostado no meu e uma praia pra gente descansar.

Poxa Doutor, por favor, é saudade ou é amor?

2015_Jorge Pedreira

Jorge Pedreira

Jorge Pedreira

Dois pra lá. Óculos, ruivas e drinks. Dois pra cá. Livros, cinema e futebol. Um passo para trás, falar de amor é moda, volta girando. Rimos muito. Mal me conhece e já dançamos.
Jorge Pedreira

Últimos posts por Jorge Pedreira (exibir todos)

2 Comentários

  1. Iolanda Diz

    UAU! SEM PALAVRAS.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.