E aí, vai abrir?!

0

Coloquei uma cadeira na frente de uma porta. Desse lado eu, do outro, você.
Fico ali sentada esperando qualquer sutil virada na maçaneta. Só que nessa sala de espera, não tem revista nem televisão pra distrair.
Imagem: Reprodução.

Às vezes, você dá uma espiada pelo vão da fechadura, e devagarzinho vai abrindo.. Nessa hora, me encho de esperança, um sentimento de renovação toma conta de mim. Mas é em vão, porque seus medos são aquele vento forte que bate bruscamente uma porta aberta. Faz um estrondo que gela o coração.

Eu sei que eles te acompanham desse lado aí, mas poxa..eu estou aqui! Eu que não quero – nem vou – deixar esses tormentos passarem por essa porta se você decidir cruzá-la. Assim que você passar, tranco tudo e jogo a chave fora.
Desse lado de cá só vai ter amor. Até vou dar um fim na minha cadeira. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.