ESCAPES | #OVERÃOINSPIRA | DA MONTANHA AO MAR II

1

Comece ouvindo: Amindi K. Fro$t – Pine & Ginger

São Bento do Sapucaí  foi tão especial que partir para o próximo destino foi um tico dolorido. Um mix de “Até breve” com a ansiedade de conhecer São Pedro da Aldeia, cidade que fica na região dos lagos no Rio de Janeiro, vizinha das famosas Arraial do Cabo e Cabo Frio.

Como seria São Pedro da Aldeia? O que eu iria descobrir por lá? Viajar sempre desperta aquela vontade de vivenciar o destino. Bom, eu pelo menos sou assim, não gosto de ser a turista tradicional e conhecer o óbvio. Gosto de saber o que os nativos daquele lugar fazem nas horas vagas, quais são os melhores restaurantes, praias e lugares para conhecer. Acho que essa é a real diferença entre conhecer um lugar e explorá-lo.

S Ã O   P E D R O   D A   A L D E I A

A viagem de São Bento do Sapucaí até São Pedro da Aldeia durou mais ou menos 7h30min, e uma boa parte dela foi feita pela rodovia Dutra. Existem postos de gasolina por quase todo o percurso, e se eu pudesse dar uma dica essencial é – além de aproveitar o visual incrível (a estrada passa pela cidade de Aparecida do Norte, Itatiaia, onde fica o Parque Nacional do Itatiaia, Resende) – parar para abastecer antes de chegar ao estado do Rio de Janeiro, a gasolina lá chega a ser R$ 1,00 mais cara do que em São Paulo.

A escolha por São Pedro da Aldeia aconteceu por conta da Pousada Enseada das Garças, indicada pelo Roteiros de Charme. Como o objetivo principal da viagem era descansar, a programação era totalmente slow, aproveitar o dia de verdade, sem a pressa de querer conhecer tudo e aproveitar de todas as maneiras. Tanto que se você está procurando dicas do que fazer, sinto te decepcionar, mas não tenho muitas para dar.

A cidade tem um centro antigo que é bem movimentado a noite, com restaurantes, bares e feirinha, mas como fui no intuito de aproveitar o dia, acabei não indo conhecer. Achei a Igreja de São Pedro linda! Vale a passadinha para agradecer 🙂

São Pedro da Aldeia é conhecida por ser uma das cidades à beira da Laguna Araruama, considerada a maior laguna hipersalina do mundo, que além da extração de sal, vive da pesca e turismo. O visual da laguna é incrível! Principalmente dos piers que ficam espalhados por suas beiradas.

Fiquei hospedada por três dias na Pousada Enseada das Garças, localizada no Bairro Ponta da Areia. A pousada fica um pouco afastada da cidade, tanto que se você quiser ir à restaurantes ou lojas, a melhor opção é ir de carro. A pé o passeio além de longo pode ser mais cansativo!

Mas eu acabei saindo pouco, a estrutura da pousada é muito boa, além de ser um charme – em todos os sentidos. Durante os três dias a rotina – maravilhosa – era acordar, tomar o café da manhã delicioso (e cheio de opções), dar um mergulho, fazer stand up paddel ou caiaque na laguna, e aproveitar a piscina pela manhã. Bateu a fome da hora do almoço? Sair para almoçar e conhecer alguma praia das vizinhas, Arraial do Cabo e Cabo frio foi a escolha. O jantar era na pousada, o menu, apesar de ter menos opções do que um restaurante convencional, era muito gostoso!! Por fim, dormir.

Pela manhã o tempo era muito nublado e eu sempre achava que iria chover, mas por volta das 10h o céu azul aparecia junto com o sol. Da-lhe protetor solar!

A piscina era uma atração à parte, tem um paisagismo lindo e a borda infinita para a laguna. É perfeito para foto, rs, e para aproveitar o fim de tarde. Aliás, o entardecer por lá é mais bonito do que o amanhecer, não deixe de contemplar.

A pousada tem acesso direto a beira da laguna, isso dá liberdade de sair para uma caminhada, mergulhar do píer, tomar sol, aproveitar para tomar um drink ou fazer fotos lindas.

O pôr do sol da Laguna é incrível! Escolha um píer e contemple. Eu ainda indicaria um bom vinho e boa cia. Não deixe de agradecer pelo visual que verá.

A R R A I A L  D O  C A B O

Arraial do Cabo fica há 30 min da Pousada Enseada das Garças, onde me hospedei. Em um dos dias, depois de aproveitar a piscina, decidi almoçar em Arraial e conhecer o famoso Pontal do Atalaia. Quando perguntei no restaurante que almocei do Pontal me desanimaram dizendo que não iria conseguir aproveitar a praia por conta do horário. E eu explico, a praia do pontal deixa de ter sol depois de um horário. Como é localizada bem próxima ao paredão de pedras, o sol vai se pondo do lado oposto a ela, portanto, não dá para ficar curtindo até mais tarde.

Fui mesmo assim e olha só, não me arrependo! Consegui parar o carro relativamente perto daquela escadona que leva até a praia, não fiquei fritando no sol porque consegui uma sombra próxima ao paredão, consegui aproveitar o suficiente para concluir que o azul e o verde se misturam e criam uma tonalidade única chamada Brasil! O nosso país é realmente lindo!

Não é uma praia com estrutura (não vi banheiros!), mas tem barraquinhas e ambulantes vendendo comidinhas. É de boa chegar entre 13h e 14h, viu? E dá para aproveitar a praia até umas 17h. Eu fui de carro, mas existe a possibilidade de ir de barco taxi, eles saem a todo momento da Praia dos Anjos, no centro de Arraial.

Nessa foto ai de cima aparece a Praia do Farol, considerada uma das mais bonitas e preservadas do Brasil. Não fiz o passeio, mas os mesmos barco-taxi que levam os turistas para o Pontal, levam para a Praia do Farol, a diferença é que por lá só é permitido ficar 45 min e o número de pessoas é limitado, ou seja, chegou no número de visitas por dia, os passeios são encerrados.

Fiquei na Praia do pontal até umas 17h, e fiquei sabendo da Praia Brava, praia de surfista e mar aberto, fica a uns 5 min do Pontal. Dá para chegar de carro, mas é necessário uma caminhada de mais uns 10 min para chegar até a praia, que na maré alta fica sem areia. O visual, tanto da trilha como da praia, é maravilhoso! Vale passar por lá antes de contemplar o pôr do sol do mirante.

O mirante, apesar de cheio e super disputado para fotos, tem um visual bem bonito. Tem que dar uma paradinha por lá!

C A B O  F R I O

Cabo frio fica a mais ou menos 40 min da Pousada Enseada das Garças, e por conta da proximidade, fiz o mesmo esquema do que em Arraial, peguei uma tarde para conhecer.

Fui até a Praia de Dunas, que fica do lado da Praia do Foguete. É uma praia bem movimentada e com muitos turistas. Por lá, tem uma galera que pega onda e uma turma que brinca no Sand Board. Aproveitei para conhecer a Praia do Forte, SUPER lotada e impossível de ficar, rs. Mas o visual não deixa de ser lindo e a água, cristalina e cheia de tonalidades que variam entre o azul e verde.

Tinha pesquisado outras praias lindas e mais reservadas em Cabo Frio, mas acabou não dando tempo de conhecer tudo. Como expliquei, a ideia de roteiro foi bem slow, ou seja, sem aquela afobação de querer aproveitar tudo.

Assim como em São Pedro da Aldeia, os dias sempre começam nublados, mas depois abre um solzão de arrepiar! Como não me importei em pegar o carro para ficar visitando as praias, achei que ficar hospedada em São Pedro e ir visitar Arraial e Cabo Frio acabou funcionando bem.

No final do dia pegava um pouco de transito, mas nada comparado com a minha São Paulo. Tenho vontade de voltar para conhecer outros cantinhos, mas o cartão de visitas que vi das três cidades foi suficiente para ter certeza que três dias não são suficientes, rs.

Eu volto, Arraial, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia. Prometo!

Próxima parada -> Búzios!

Juliana Manzato

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras.Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos!Sonhos? Vive deles
Juliana Manzato

1 comentário

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.