Feliz Ano Novo

1

Eu tô dando uma pausa.
Há riscos que atormentam o meu coração, há pesadelos que interrompem o meu sono.
Busco na vida um objetivo que nem eu mesma tô sabendo traçar.
Espero de Deus somente que me ilumine. E me dê paz.

Eu decidi continuar.
Trabalhar todo dia é difícil, não desistir é uma dádiva.
O amor já foi uma dor, mas a crença é que ele ainda fará cócegas.
Conforto-me das porradas da vida com os abraços mais doces das pessoas mais leves.

Eu escolhi a direção certa.
Curei-me de traumas, doenças e descrenças, olhei na direção do sol e tive fé na natureza.
Me envolvi em prazeres medidos por orelhas voadoras de cachorros bagunceiros.
Peguei carona em uma vida otimista e decidi ser feliz a um preço deflacionado.

Em planos de Réveillon, resolvi embriagar-me de sonhos.
Pulei sete ondas e descobri uma vida a mudar.
Não porque a mandinga é eficaz, mas porque o mar já é uma cura.

Ano Novo só na virada? Não pra mim.
Feliz Ano Novo para quem decidiu recomeçar ontem. Hoje. Amanhã.

Imagem: reprodução

1 comentário

  1. Marcelo Camargo Diz

    Avec mes souvenirs, j’ai allumé le feu,
    mes chagrins mes plaisirs, je n’ai plus besoin d’eux.
    Balayés mes amours, avec leurs trémolos,
    balayés pour toujours je repars à zéro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.