Freedom

2

Eu disse “não” na hora que mais achei que não conseguiria.
Não, e ponto final.

Vesti aquela roupa que ganhei e nunca usei por vergonha do meu corpo.
Saltou a gordurinha? Não estou nem aí.

Tremi de medo ao ouvir a palavra “avião”, mas embarquei.
Tô voando! Me leve pra bem longe…

Imagem: reprodução

Passei a tesoura no cabelo que batia na cintura.
Prazer, a mais nova morena dos cabelos curtos.

Faltei a aula mais importante de Ética pra ficar bebendo no bar.
Tim, tim! Um brinde aos 20 e poucos anos.

Peguei o carro de madrugada, escondida dos meus pais, e fui encontrar aquele cara que eu não devia.
Como é doce o beijo quando vem daquela boca…

Achei o mar, meses depois do nosso último contato.
Mergulhei como se não houvesse superfície me esperando.

Falei inglês com coreano, espanhol com italiano, português com sueco.
Sou poliglota, mesmo que na direção errada.

Tatuei mais de uma vez a pele branca pela qual vovó tanto preza.
Doeu muito, já quero a próxima.

Liberdade.
Tudo isso: liberdade.

Liberdade, é sim, tão simples quanto pensa.

Para ser livre, basta se libertar.

2 Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.