Leitura da Onça

0

Estreamos a Leitura da Onça para dar dicas, indicações e opiniões sobre livros. Livros de todos os gêneros, para todos os gostos. O importante é mostrar que os livros são, sim, uma ótima companhia!

Para esse primeiro post, separei dois livros que eu li nos últimos meses. Os dois foram presentes que eu amei e, por isso, estou aqui recomendando! Aí vão as minhas dicas:

Imagem: reprodução
Autora: Rebecca Skloot

Editora: Companhia das Letras

Um enredo misto de medicina, ciência, cultura, religião, conflitos éticos, e angústia de uma filha para saber a verdadeira história da sua própria mãe.

 Em 1920,uma mulher negra nasceu em uma fazenda de tabaco na Virginia, Estados Unidos. Henrietta Lacks não seria só mais uma sofredora da pobreza e do preconceito que cercavam intensamente aquela sociedade, ela seria imortal. Aos 30 anos, ela descobre que tem um tumor no colo do útero e, entre tantas cirurgias, teve suas células retiradas – sem seu consentimento. Começa aí uma das maiores revoluções da medicina, pois foram as células dessa humilde mulher, conhecidas pelos cientistas como HeLa, as primeiras a serem mantidas em cultura e que permitiram um incrível avanço da medicina.

Para mim, esse livro é muito interessante, porque nos coloca de frente a um dilema: como um médico retira as células sem a permissão do paciente e ainda cria uma indústria milionária com as culturas de HeLa, comercializando as células para diversos laboratórios do mundo sem reverter um centavo para a família? Como durante anos ninguém soube quem foi Henrietta Lacks e com o que ela contribuiu para a medicina?  

Mas, ao mesmo tempo, sem essa atitude pouco ética, talvez o mundo não tivesse encontrado a vacina contra a poliomielite e vírus HPV, vários medicamentos para o tratamento de câncer, de AIDS e do mal de Parkinson, todos obtidos com a linhagem HeLa.

Vale a leitura para conhecer a vida e a família de uma mulher simples, que teve uma morte sofrida, mas que ainda vive para contar a sua história.


Imagem: reprodução


O colecionador de lágrimas

Autor: Augusto Cury

Editora: Planeta

Augusto Cury é um autor que se divide entre a autoajuda e a literatura psicológica. Há quem ache mais um do que o outro. Mas, nesse romance histórico-psiquiátrico, o autor desvenda a mente de Hitler em suas mais profundas dimensões, o grande vilão da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) que cometeu atrocidades contra a humanidade.

Narra a história do professor Júlio Verne, especialista em nazismo e Segunda Guerra, que começa a ter pesadelos bem reais em que sente na pele as angústias daquele tempo. A realidade parece ser invadida por elementos do passado, e trazem a sensação de que Júlio Verne está enlouquecendo. Mas nem tudo é ruim. No meio dessa saga, o livro mostra delicadamente um romance entre Júlio Verne e sua esposa, Katherine, que apesar dos “delírios” do marido e do jogo contra de sua família, está ao lado dele para o que der e vier. Isso sim é amor. E um amor que não se estremece nem com a chance que ele tem de mudar a história da humanidade.

Gostou das dicas? Ler não é gasto, é investimento! Então, para você que gostou e quer embarcar nessa, é só clicar e comprar:


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.