MAS AMIGA

0

Leia ouvindo: The Black Keys – Next Girl

Mas amiga, você está certa.

Na verdade, eu acho que nunca foi esse o ponto, mas talvez o calor que você anda passando tenha abafado seus pensamentos. A gente falava da mesma coisa, acho que o seu lado racional estava dolorido. Normal. A pancada não foi sua, aliás, nunca foi você quem deu.

Eu disse que os problemas eram expectativas, você dizia que não. Quando eu abri os meus ouvidos, você praticamente bradava as minhas palavras. Eu tinha razão, você tinha mágoas. Talvez os sentimentos só fossem diferentes, mas no final, os resultados eram iguais. O problema era o futuro, mas nossas matérias eram iguais.

Amiga você tá certa, foi só uma confusão.

b273fbe21f628dc5bb8c7d0b376fd202

[ Imagem: reprodução ]

A culpa é de alguém, nesse sentido em que machucamos os outros, ela nunca é nossa. Juro. É só a gente olhar o contexto. Ele fica até engraçado. Ele some pelos traumas que ele teve no passado. Você fica famosa, comentada e independente pra esquecer o outro. O acaso dos erros dos outros casou o caminho de vocês. Seria lindo e poético. Se não fosse real. A gente usa a desculpa dos outros pra contar para o próximo os nossos medos futuros.

Amiga, você tá certa, covarde são os outros.

Um dia a gente aprende a lidar com esse negócio de pular de cabeça sem olhar o fundo da piscina. O problema de gente intensa é que as cicatrizes são lembranças de que as dores passam. Que no final a gente vive. Sobrevive. Faz a lágrima pra poder fazer a saudade. Depois transformar saudade em assunto. O assunto em piada. A piada nos outros. Os outros em erros. E a velha a fiar.

Amiga, se um erro evitar outro, talvez ele não tenha sido tão errado assim.

A gente sempre soube que seria assim, desde cedo. Eu cresci com um bando de mulher mandando em tudo, a minha visão de sucesso e poder usava batom. Lá na minha cidade, em casa, quem manda é minha mãe. Mulheres intimidadoras causam arrepios por diversos motivos. Nem todos são bons. Às vezes o simples do nosso dia a dia pode ser muito pra alguém. Aplicamos nossos métodos de paixão muda.

Mas, amiga, você sabe que o silêncio tem horas que fala muito, por muitas horas ele esconde. Tem horas que acontece, o santo bate. É a porra da química. Aproveita. Rasga um pouco mais. Aprende, divide e aproveita. Não machucar é uma coisa, não se entregar é outra.

Tem avião todo dia pra tanto lugar. Um dia as malas esbarram em algum aeroporto. Tempo pode ser pra afastar, pra pensar, até pra juntar de vez. Já vi o tempo passar devagar sozinho e parecer metade do que ele realmente é na companhia de alguém.

Amiga, o problema que a gente tem com tempo é que a gente nunca sabe o que fazer com ele.

Você sempre esteve certa. Só erra quando bebe. Por isso que eu parei.

Você é certa amiga.

Te amo.

Jorge Pedreira

Jorge Pedreira

Dois pra lá. Óculos, ruivas e drinks. Dois pra cá. Livros, cinema e futebol. Um passo para trás, falar de amor é moda, volta girando. Rimos muito. Mal me conhece e já dançamos.
Jorge Pedreira

Últimos posts por Jorge Pedreira (exibir todos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.