MORANDO SOZINHA | ESCOLHENDO

0

Leia ouvindo: Poolside – And The Sea

O final do ano se aproxima, a vida já está mais eufórica do que nunca. Todo mundo quer que o ano logo vire na esperança clara de que o novo também irá chegar. Quanto engano! Faz algum tempo que eu ando pedindo para o tempo passar um pouco mais devagar, se estou aqui de passagem que eu possa então curtir melhor a viagem, certo?

Nessa de curtir o presente que é me dado, aprendi a aproveitar até mesmo o dia mais estressado. Tenho vários deles e o que me resta fazer é escolher como quero aproveitar. É preciso ter sangue de barata, é preciso apelar para anjos e santos, é preciso respirar e principalmente, focar.

Minha vida está realmente de ponta cabeça, muito porque o final do ano está aí, minha agenda está corrida e concorrida e além disso tudo, ainda tenho a reforma aqui de casa. O ponto mais crítico e de maior dedicação começou agora: escolher TUDO que vai entrar na casa nova. Da louça ao revestimento do banheiro. Da luminária ao tapete. O meu novo vai chegar e, olha só, eu nem preciso do final do ano para isso acontecer!

b35e17dbe94570b5e526746b302d4983

[ Imagem: reprodução / Pinterest: Cotidiano Dela ]

O que alivia – de maneira única – a minha barra é ter a Ana Helena, minha arquiteta. Depois de duas reuniões para definirmos as medidas da casa nova e vascular referências de decoração, chegamos a uma tabela de cores, opções de revestimento e uma planta da minha casa com os móveis já distribuídos. Um máximo!

captura-de-tela-2016-11-03-as-12-06-44

Mas a minha dor de cabeça maior começa agora, decidindo réveillon e móveis ao mesmo tempo. Imagina a loucura da moça, coitada! O problema é a grana, sempre ela. Mas quando se tem uma arquiteta pé no chão e que trabalha como ninguém a ideia do Hi-Low, fica um pouco mais fácil. Não posso e não quero gastar fortunas no meu apartamento novo, então tudo foi para a ponta do lápis: o que precisamos x onde encontramos x o quanto custa. Planilhas nessa hora são algo primordial, até porque economizar nunca é demais!

Fora a organização dos custos, definimos também que o projeto vai ter cara de casa, o que para mim é super importante. Quero uma casa que realmente funcione, que tenha a minha cara e principalmente que fique dentro das nossas expectativas como um todo.

fbead6779f86e9acf29e3d2561fb7d87

[ Imagem: reprodução / Pinterest: Cotidiano Dela ]

Escolhi uma linha de decoração com pouca cor, mas muita poesia: branco, preto, cinza, rosa claro e metais em rosé e dourado. Quero simplicidade e funcionalidade. O sofá tem que ser bonito, mas é primordial ser confortável. O projeto das plantas na minha sacada precisa ser fácil, já que não tenho tempo para me dedicar a tantos cuidados. A sala precisa ter mobilidade, porque é praticamente 4 ambientes em um: sala de estar, jantar, TV e escritório em um único espaço. O quarto precisa de conforto e altas doses de aconchego, como um abraço apertado.

68ed6f16b4f83ce4eaf5ad4920853b50

[ Imagem: reprodução / Pinterest: Cotidiano Dela ]

E enquanto tudo isso não chega, eu ainda estou acampada em casa. Meus livros, revistas e a pouca decoração que trouxe pra cá ainda estão em caixas, assim como os meus mil cremes e outros detalhes do banheiro e do lavabo. O melhor e mais organizado canto da casa é o guarda roupa. Já imaginou ter que sair caçando pé de sapato?

Todos os dias antes de dormir eu peço que a ansiedade da casa nova não consuma meu dia de amanhã. Anda difícil entrar no pinterest e não aumentar num tanto a pasta de referências. Coitada da Ana!

Quer acompanhar a minha pasta de referências no Pinterest? Home Sweet Home, aqui.

Se quiser acompanhar a Ana Helena, aqui e aqui.

Juliana Manzato

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras.Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos!Sonhos? Vive deles
Juliana Manzato

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.