Morte da esperança

0

Homens, queria poder falar com mais propriedade sobre eles, mas não posso, não sou um deles.

O universo masculino me parece tão confuso quanto o feminino (deste eu entendo), é obvio que as mulheres e homens “pertencem”  à universos diferentes no que se diz respeito à relacionamento, mas mesmo assim há coisas que deveriam ser iguais. O caráter, por exemplo, é coisa de ser humano, não é feminino nem masculino, é de todos.

Tenho uma mania absurda de observar (coisa de quase psicologa) e cada vez que me pego vendo cenas onde as pessoas despertam meu mais profundo horror, paro, penso e me pergunto: onde foi parar a honestidade das pessoas?
Honestidade consigo mesmo, com os outros. Evaporou? Não resta quase ninguém que possa nos causar admiração?

Vejo músculos, bundas, peitos, diplomas, status social e não consigo ver caráter. Infelizmente.

{ Imagem reprodução } 

Acho simples: caráter é uma qualidade que você tem ou não tem. Não existe essa de “decidi sair de casa hoje e esqueci meu caráter”. Esse é o tipo de coisa que se carrega na alma. Sinto tanto por este mundo estar assim: se tornando cada vez mais decepcionante. Um mundo cheio de egos enormes e gente tão pequena e vazia.

Conheço pessoas que perderam as esperanças, não acreditam mais que o ser humano – homem, mulher – possa ainda ser de verdade. Eu? Eu ainda acredito, ainda me resta um pouco de esperança, e mesmo que um dia eu a perca completamente não me permitirei perder tempo com quem esqueceu de carregar consigo umas das coisas mais importantes que um ser humano pode ter: um bonito caráter.

Seja você homem ou mulher, pouco importa, no fim o que conta são suas atitudes. Mesmo que não haja ninguém te observando, quem decide onde deixar seu caráter é você.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.