O CAMINHO PARA A LIBERDADE

0

Leia ouvindo: Hollow Coves – Coastline

Na madrugada os corpos apelam por carinho, calor e destempero. Onde há uma necessidade sem culpa. Beijo sem pressa. Mãos deslizantes em corpos rígidos e tensos a espera do toque seco, brusco e necessário.

Como se o corpo estivesse a espera daquele complemento como um orvalho da manhã em flores secas. Como a brisa suave na pele durante um dia quente.

Havia necessidade, urgência e não tinha pressa. Tudo para tirar outro cheiro, outro toque, outro medo. E preencher esse medo de amor, futuro e de um nó num emaranhado de duas pessoas.

Na dança urgente da noite, filmada pela pouca iluminação da lua e da iluminação pública que teimava em participar, do pranto fez o riso, das dúvidas fez-se a história e de mim um sono pleno e confortável no suspirar.

Depois da urgência, do descontrole havia necessidade de reflexão. Aquilo tudo foi uma grande jogada de ódio, raiva e pranto. Como se a entrega ao outro fosse a melhor forma de vingança.

Fotografia: Juliana Manzato

Depois da entrega na imensidão de sentimentos repletos de desejo, foi momento de estraçalhar as próprias escolhas.

Olhando aquele teto que teimava em não mudar de cor e de textura, foi necessária a própria explicação sobre tudo o que sentirá e desejará.

Precisava apenas suprir a urgência da carência do corpo e aliviar a alma cansada de esperar por sentimentos que só existem dentro de sua própria dor.

Entre lágrimas, suspiros e prazeres, foi encontrando novamente o caminho para a liberdade sem a expectativa de uma próxima vez.

Luiza Pellicani

Luiza Pellicani

Jornalista que perdeu o filtro quando nasceu. Fala e faz o que dá na cabeça. É apaixonada por jornalismo, escrita, música, vida e por pessoas. Balada é comigo. Cinema é comigo. Netflix é comigo. Família é comigo. Nos amores, aproveite, as coisas podem mudar. E não esqueça, máxima do 8 ou 80 não funciona comigo.
Luiza Pellicani

Últimos posts por Luiza Pellicani (exibir todos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.