O QUE VOCÊ DIZ E O QUE EU FAÇO

0

Leia ouvindo: Maria Rita – Cupido

Pessoas nos dizem o tempo todo o que fazer ou não fazer da vida. Profissionalmente e pessoalmente. Mas nem sempre as nossas atitudes são condizentes com aquilo que nós é orientado.

Pois bem, nesse o que você diz e o que eu faço da vida, fui alertada para controlar meus sentimentos. Controlar o gostar. Mas como?
Se alguém por aqui tiver a receita, me manda aqui, para que eu não siga?

O mundo diz, não sinta. Mas como explicar que o meu mundo se perdeu na primeira cruzada de olhar. No primeiro sorriso e até hoje não acredito,  que de todas as formas mirabolantes para conhecer, foi da mais simples.

Fotografia: Juliana Manzato

Foi necessário um segundo, aquele dia registrado no meu livro pessoal onde o tempo ficou em câmera lenta como nos clipes de música.
Um segundo que dura até hoje, afinal, a memória tem umas coisas brincalhonas.

Você está um segundo toda séria numa reunião e a lembrança daquele segundo, do primeiro cruzar de olhos volta, e pronto, você se encontra toda boba e feliz no meio de uma multidão.

Você diz, se controle, eu faço o que? Me jogo no precipício da minha felicidade compartilhada com o dono do segundo onde me perdi! Dancei com sozinha enquanto andava desconcertada para falar um oi.

Ninguém reparou, mas muito antes de estar dissolvida em seu abraço eu já estava naquele local, onde passado tantos meses, você ainda teima em me dizer para não entrar.

Entrei, sozinha, mas não me arrependo.

Luiza Pellicani

Luiza Pellicani

Jornalista que perdeu o filtro quando nasceu. Fala e faz o que dá na cabeça. É apaixonada por jornalismo, escrita, música, vida e por pessoas. Balada é comigo. Cinema é comigo. Netflix é comigo. Família é comigo. Nos amores, aproveite, as coisas podem mudar. E não esqueça, máxima do 8 ou 80 não funciona comigo.
Luiza Pellicani

Últimos posts por Luiza Pellicani (exibir todos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.