Olha assim

1
{ Imagem reprodução } 

“Mulheres sábias usam o olhar para tudo”, dizia ela com aqueles olhos amendoados e profundos.

Para muitos ela podia parecer comum, mas ela sabia o poder que tinha. Era inteligente, culta, fazia questão de ressaltar sempre os olhos com o lápis preto da maquiagem, mas sabia que era necessário mais. Economia, política, artes, música, viagens, ela tinha fome de saber. Admirável para os tempos atuais.

Era divertida, engraçada e simpática. Sem dramas, frescuras ou cara feia. Aliás, cara fechada nem na TPM, acreditava que nada daquilo era necessário. Ser mulher, é ter o coração partido, mas o sorriso no rosto e levar a vida. Ser mulher é tirar sarro de si mesma. Ser mulher é se divertir até com as cantadas que leva passando num prédio em obras. Ela não tinha medo de sorrir.

Era trabalhadora. Não tinha medo de batalhar pelo o quê queria, ia para “guerra” todos dias, com batom vermelho e salto alto, porque não? Não é porque é bem nascida que precisa se acostumar com a mordomia. Ganhar o próprio dinheiro é liberdade e até amor próprio. É fazer um bem para si mesma, sem mesada ou ajuda do namorado/marido.

Tinha coragem de meter as caras em tudo que fazia. Abria caminhos, conhecia gente, seguia em frente e ainda segurava a onda. Quem tem medo da vida, fica parado no mesmo lugar. Ela não queria isso.

Ela era realmente bonita. Com ou sem maquiagem, roupa de marca, cabelo feito ou corpo em dia. Era bonita durante o dia ou noite, com uma super produção ou shorts e camiseta, de cabelo preso ou solto,  de salto ou chinelo. Mas nada de “material” importava, afinal, sabia que “ser” alguém era mais importante do quê ter coisas.

Essa mulher ai existe. Existe sim, acredite! Ela está dentro de cada uma de nós.
Não acredite nas dietas que as revistas contam, nem nos truques para segurar um homem, muito menos na moda dos editoriais, viva o seu dia-dia!
Se inspire em pessoas próximas e possíveis.
Ganhe dinheiro, independente da quantidade, só o fato de chamar de “seu” já é importante.
Valorize sua história, raízes, seja você da favela ou da alta sociedade.
Vá a luta por aquilo que acredita.
Corra para os seus sonhos.
Não viva em função do facebook.
Faça exercícios físicos, coma salada e chocolate sem culpa. Coca-cola dá celulite, mas no final de semana… pode!
Ame sua família.
Aproveite seus amigos.
Acredite no amor.
Vá morar sozinha por um tempo.
Gaste dinheiro com viagens, não com bolsas caras.
Compre um par de sapatos por mês.
Use batom vermelho.
Mude a cor do cabelo.
Seja educada.
Se preocupe em ler notícias relevantes, em ser inteligente.
Não ache que uma “blogueira de moda” tem a vida perfeita por andar sempre “montada”.
Beleza, não é tudo!
Acredite: vida perfeita não existe, mas existe a sua vontade de fazer ela acontecer.
Seja alguém, pelo amor de Deus!
Tenha um caso de amor eterno com você mesma. Olhe para dentro e não para fora.
E se tiver qualquer dúvida sobre a sua vida, olhe para céu ou para o horizonte. Você pode ser pequena para o mundo, mas ai dentro, tenho certeza que mora uma “gigante”, uma mulher incrível.

Amor, pra gente. 🙂

1 comentário

  1. Thais Flice Diz

    Amo os textos do Dona Oncinha!!! Tem dia que eu entro aqui e parece que foi escrito pra mim!!! Muito amor por esse blog! <3

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.