OLHOS FECHADOS

0
Se tivesse mantido meus olhos fechados, quase poderia tocar o esquecimento. Mas eu tinha feito uma promessa e tinha que cumpri-la. Mesmo que significasse viver uma vida que já não queria.
Tive que matar a antiga pessoa dentro de mim e nascer como uma outra, esquecendo o pranto da alma.
Ah, se eu tivesse mantido os meus olhos fechados.

 

Fotografia: Juliana Manzato
Com os olhos fechados vivia em uma época que não era minha. Onde espadas eram usadas para defender a honra. Onde eu não podia ser como sou hoje, tinha que ser moderado.
Com os olhos fechados, a roupa era outra, a postura era outra e eu me defendia como podia através do aprendizado daquela outra eu.
Fazer promessas é uma coisa complicada. Para algumas coisas temos que fechar os olhos, a alma e a coração. E manter o desejo no esquecimento.
Luiza Pellicani

Luiza Pellicani

Jornalista que perdeu o filtro quando nasceu. Fala e faz o que dá na cabeça. É apaixonada por jornalismo, escrita, música, vida e por pessoas. Balada é comigo. Cinema é comigo. Netflix é comigo. Família é comigo. Nos amores, aproveite, as coisas podem mudar. E não esqueça, máxima do 8 ou 80 não funciona comigo.
Luiza Pellicani

Últimos posts por Luiza Pellicani (exibir todos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.