QUANDO É PRECISO MUDAR

0

Leia ouvindo: Mano Brown – Mulher Elétrica

O desejo de mudar tem que vir de dentro, e não se engane, é um processo lento. Ninguém diz sou y e acorda z.

O processo é doloroso por demais, na maior das estafas tudo é questionado, qualquer fala é dolorosa, qualquer ato é dilacerador. O choro preso na garganta sai em meio a solidão e é necessário repensar, respeitando a nossa rotina.

Nessa abertura, as voltas que o mundo dá surpreendem. Parece que de um dia para o outro estamos em outro mundo e tudo o que pode parecer antigo, vira novo de novo.

E essa nessa montanha russa de se parecer com o antigo, acaba acionando gatilhos de autopreservação escondidos no subconsciente.
Esquecemos muitas vezes que para tudo no mundo é preciso haver respeitos entre todas as partes envolvidas, desde amores e amizades.

O respeito não é dado de graça. O respeito é conquistado.

Às vezes, por conta de traumas, não nos respeitamos e acabamos fugindo das responsabilidades dos embates e de se posicionar. É preciso um confronto, testar limites e não deixar nenhuma vírgula de lado.

Fotografia: Juliana Manzato

A tomada de decisão é sempre um momento para o qual não estamos nunca preparados na vida. Pelo motivo de que determinadas decisões quase nunca nos dão tempo hábil de pensar no caminho que tomamos.

Não estou dizendo que a vida é feita de impulsos nas decisões, mas que muitas vezes devem ser feitas de uma hora para outra e de um momento para outro.

A vida nos faz escolher, mas tem que ser uma decisão nossa. Levando em consideração todo aprendizado, até aquele que queremos esquecer.

Não adianta pensar pelas premissas de pais, irmãos, amigos, affair’s. Só nossa mente realmente sabe o que se passa com a gente e cada pedra que tivemos que pular pelo caminho.

As nossas decisões afetam nosso bem-estar e decidir o que acontece a seguir é uma obrigação nossa.

Surpresas boas podem acontecer, você pode se ver a beira de uma das paisagens mais bonitas, sozinha ou acompanhada. Simplesmente não importa!

O mundo e as pessoas que você escolhe estar a sua volta, é que vai determinar exatamente o que espera da felicidade.

Vamos aprendendo, de forma fácil, de forma difícil.

Luiza Pellicani

Luiza Pellicani

Jornalista que perdeu o filtro quando nasceu. Fala e faz o que dá na cabeça. É apaixonada por jornalismo, escrita, música, vida e por pessoas. Balada é comigo. Cinema é comigo. Netflix é comigo. Família é comigo. Nos amores, aproveite, as coisas podem mudar. E não esqueça, máxima do 8 ou 80 não funciona comigo.
Luiza Pellicani

Últimos posts por Luiza Pellicani (exibir todos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.