RESOLUÇÃO DA SEMANA | ABRAÇANDO A IMPROBABILIDADE

0

Leia ouvindo: Iron & Wine – Time after time

Na primeira vez que li as sete leis do Yoga, um incomodo tomou conta. A sexta lei com mais intensidade, confesso.

A sexta lei se trata da lei do desapego, que nada mais é do que um grande paradoxo dessa vida. Como bem disse Deepak Choppra em seu livro*, “para conseguir alguma coisa nesse mundo, você precisa abandonar o apego que tem a ela. Isto não significa desistir da intenção de satisfazer o seu desejo; você simplesmente abre mão do apego ao resultado”.

O resultado que ele se refere, é aquele em que desejamos que algo aconteça do jeitinho que planejamos, como e quando queremos. Tal resultado até ser alcançado gera uma ansiedade tremenda. Quando alcançado, normalmente é completamente diferente do que desejamos, ou seja, bem frustrante.

Controle. Tudo isso só acontece porque o apego vem e assume o controle junto com o medo e a insegurança. Pronto, ladeira abaixo!

Não seria melhor abraçar a improbabilidade do resultado ao invés de projetar em algo ou alguém o que você deseja que aconteça nos mínimos detalhes? Seria. Aliás, é melhor.

Fotografia: Juliana Manzato

Levando em consideração que o mínimo controle que possuímos é a responsabilidade sobre as nossas sensações e reações, por que então ser responsável em gerar ansiedade, projeção e frustração?!

Intenções e desejos devem permanecer em nosso mais claro estado de consciência, mas abraçar a improbabilidade é aceitar que, seja feita a vontade da energia superior que tudo comanda. Se você não acredita em energia superior, que seja feita a vontade do acaso então.

O apego deixa tudo mais rígido, enquanto a engrenagem da vida precisa de fluidez. Você não deve abrir mão de seus desejos ou vontades, mas precisa entender que é sempre melhor não se apegar ao resultado que surgir.

A partir do momento que abraçamos a probabilidade, começamos a trabalhar dentro de nós o poder da aceitação. Essa poderosa palavra muitas vezes traz consigo a ideia de que aceitar determinada situação é ruim, quando na verdade, o resultado da aceitação é o aprendizado.

Abraçar a improbabilidade é encontrar aconchego para viver em paz. É de certa maneira, sentir menos culpa. Olhar para tudo como lição transforma a vida em benção.

*As setes leis espirituais do Yoga – Deepak Choppra e David Simon, editora Rocco.

Juliana Manzato

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras.Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos!Sonhos? Vive deles
Juliana Manzato

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.