Sobre

Juliana Manzato

Carta aberta da Juju:

Foi no antigo blogspot que decidi compartilhar pensamentos, frases, textos e fotos que me inspiravam. Abri, de fato, meu caderno de inspirações para o mundo. O que eu não sabia é que essa inspiração toda me daria coragem de compartilhar textos escritos à próprio punho. Nascia lá em 2010 o Dona Oncinha, um blog que tinha dentro de seu core inspirar gente da forma que fosse, através de textos, frases, fotos ou músicas.

O blog virou site, a marca virou febre. Todo mundo me conhecia por ser a menina das orelhas de onça! Eramos eu, as orelhas, a vida, o cotidiano e toda a poesia envolvida. Eu não jamais conseguiria fazer o Dona Oncinha sozinha, contei com a ajuda de tanta gente querida! Rubens, Mel, Aninha, Mladen, Marcelo, Caio, Ricardo, Dani, Nati, Matheus e Livia. Cada um chegou no seu tempo, com o seu ensinamento e colaboração.

Pessoas que passaram por aqui e me deram asas, ganharam as suas e todos nós voamos! Voamos em busca de sonhos.

Ah, a realização das asas próprias!

E nessa história de chegadas e partidas, teve gente que ficou. Posso dizer que tenho o melhor time do mundo, cada um com sua intensidade e peculiaridade. O que nos move? Histórias. Histórias que eles trazem dos diversos cantos do Brasil onde vivem e você pode ler ali nas “Cápsulas” (no nosso menu).

No inicio de 2016 eu decidi que o Dona Oncinha já não cabia mais em mim ou na minha vida. Decidi guardar as orelhas e encarar a realidade: o meu cotidiano já compartilhado também era o delas, minhas fieis leitoras. Nascia então o Cotidiano Dela, uma mistura harmônica do Dona Oncinha com as lições de vida, o cotidiano e a poesia diária.

Com conteúdo muito mais diverso, continuo com o mesmo objetivo de 2010: inspirar gente! Através de textos, frases, fotos e vídeos, todos os dias a mensagem em todos os canais do Cotidiano é a mesma: “Vamos, menina! O mundo é seu” .

Esse é o recado de todos os meus dias logo pela manhã para a minha “eu”. Esse é o meu recado para o Cotidiano Delas.

Seja bem vindo ao meu Cotidiano, quer dizer, nosso! 🙂

Aproveite, todo cotidiano tem sua poesia!

Com carinho,
Juliana Manzato