Um dia de chuva

1
{ Imagem: reprodução } 

Um dia de chuva, daqueles bem cinza e frio. Tantas coisas no pensamento.
Um dia de chuva pode ter tantas interpretações, tanta vida. Não acho que necessariamente precisa ser triste ou preguiçoso. Tenho para mim que quem faz um dia ser bom ou não, somos nós. Independente de ser chuvoso ou ensolarado.

Precisamos aprender a suportar a chuva, e até dançar dela. Nos dias de sol, a mesma coisa. Não importa o dia, hora ou momento, quem coloca o sorriso no seu rosto é você mesma.

Um dia de chuva pode ser bonito, poético e até inspirador. Pode ser o dia para colocar as ideias em ordem, dormir, assistir um bom filme, tomar uma taça de vinho ou até mesmo aprender estar na própria companhia. Um dia de chuva também pode ser triste, cheio de saudade, dolorido, choroso e quieto. Não só nos dias de chuva, mas na vida, tudo depende da nossa expectativa.

O ideal seria não criar expectativa, mais quem disse que conseguimos? Já que a expectativa não larga da gente, a nossa lente sobre o mundo pode mudar. Até mesmo nos dias mais feios de chuva. Tudo tem um lado bom, colorido, com amor, felicidade, sorrisos e coisas bonitas. Juro que até os dias de chuva podem ser bonitos.

Aproveite a chuva para dançar, aproveitar, e esperar o sol chegar. Às vezes, chove quando a gente menos espera, mas a compensação vem depois, com um baita sol e céu azul. Um dia de chuva pode ter inúmeros significados, mas nunca, nunca mesmo, desista do céu azul. No fundo você sabe que ele está lá, escondido, mais fabuloso.

E viva, os dias de chuva. Viva mais ainda, os dias de céu azul.

1 comentário

  1. Dérlei César Diz

    Olá Juliana, simplesmente adorei seu texto…… O achei no mínimo magnifico… Você está de parabéns!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.