UM POUCO DE MEMÓRIA DISTORCIDA

0

Leia ouvindo: NoMBe – Wait

Enquanto você tentava me decifrar psicológicamente para me vencer como em um jogo, eu te dava apenas o rascunho do que poderia ser nossa a vida a dois.

Não! Aquilo que vivemos não foi o meu melhor como parceira e como mulher. Não podia me comprometer mais, no pouco que dei me destraçalhei em meio ao seu mar revolto.

Nas recordações enchi de flores os momentos onde queria sentar no chão e chorar como criança a quem um sorvete foi negado, mas não era um sorvete. Eu um tapa na alma, afinal você me decifrou, e eu aceitei.

Quis te dar tanta coisa e fiquei impossibilitada diante de tamanha agressividade. Quanto mais amorosa eu era, mas palavras e atos que deveriam ter me feito eu ir embora apareciam. Eu fui uma única vez, mas voltei, lembra?

Fotografia: Juliana Manzato

Não sei justificar, a impressão era que você precisava me afastar a qualquer custo. Quando eu me afastei, você voltou a mim, me reconquistou. Foi meu herói, amante, ídolo, a luz no fim do túnel.

Depois de um tempo me via rodeada de informações, que você estava apaixonado, que iria se mudar com a fulana “x” para o seu apartamento.
Eu, continuava a atender suas ligações, não por ser boba, ou ter um coração de barata, mas por entender que aquele era o seu momento e eu sabia que no final, estaria exatamente como agora.

Você começou a namorar, e não foi do nada. Agora, você me ligar para desabafar sobre a sua namorada, ah, isso é realmente o fim!

Te disso que não te amava. O amor era outro, só não falei que o outro se chamava Saudade.

Luiza Pellicani

Luiza Pellicani

Jornalista que perdeu o filtro quando nasceu. Fala e faz o que dá na cabeça. É apaixonada por jornalismo, escrita, música, vida e por pessoas. Balada é comigo. Cinema é comigo. Netflix é comigo. Família é comigo. Nos amores, aproveite, as coisas podem mudar. E não esqueça, máxima do 8 ou 80 não funciona comigo.
Luiza Pellicani

Últimos posts por Luiza Pellicani (exibir todos)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.