Vou pelada

0

Final de semana é a temporada do “não tenho roupa”.

Mesmo com um guarda roupa abarrotado de opções, a gente enlouquece. Depois disso meu amor, nem o bondoso Papa Francisco tira a gente de casa. 
Pode até namorado falar, a vaca tossir, é claro que a gente faz um bico do tamanho do Brasil e advinha? Não tem mais festa. 
Mulher e roupa é um eterno dilema. Uma guerra que geralmente o guarda roupa ganha, porque né? Quando a gente não tem roupa a gente se apega naquela velha calça de moleton. 
Se a roupa não é boa o suficiente para arrasar na festa, não adianta. A gente broxa e não tem vodka ou energético que ajude. É nessa horas que eu me identifico com isso daqui…
{ Imagem reprodução } 

Tudo é sincronizado,  você descobre que não tem roupa 1h antes da sua carona chegar, porque assim fica mais fácil do universo mexer os pauzinhos e dar um jeito da maquiagem sair errada e o cabelo armar. “Bença” divina…

E ainda tem homem que acha fácil ser mulher. Vocês não tem noção quantas vezes eu já quis sair pelada e fazer cara de samambaia, como se nada estivesse realmente acontecendo. Algo similar a: Tô pelada sim, e daí?
O dia do “não tenho roupa” é terrível, nem terapeuta resolve! Claro que esses dias caem justamente nos  finais de semana (e feriados). É amô, o Zorra Total fica melhor que o seu cabelo e look juntos. (Bom, pelo é isso que a gente acha!) 
Drama feminino, sim senhores! Se os homens soubessem a quantidade de vezes que as mulheres gostariam de sair peladas por ai, iriam se divertir. 
Bom, hoje é sexta e o meu único desejo é que o dia do “não tenho roupa” não apareça por aqui, porque eu vou contar um segredo, depois da TPM, esse tal dia da roupa… é o que mais tira a gente do sério. 
Feliz dia do guarda roupa com muitas opções de look, cabelo da Gi (Bundchen) e make diva! 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.