4 xícaras de café

Segunda-feira nem sempre é um dia bom.

A gente pode amar a profissão e o trabalho atual, mas segunda-feira é o dia oficial do sono acumulado do final de semana. Segunda-feira também é o dia do café, amargo, adoçado, descafeínado, esquentado.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Não sou da turma do “cafezinho”, mas hoje são 4 xícaras para segurar a segundona. Engraçado como a vida é assim, sempre procuramos um estímulo para fazer o dia render. Se não é o cafezinho, pode ser um chá quentinho, um energético, mas sempre buscamos algo para levar o dia. Talvez não seja o “A vida que leva”, mas sim, a vida que a gente leva.

A minha vida talvez seja diferente da sua na quatidade do café tomado, garanto que os nossos problemas são parecidos, se não, o mesmo, tempo ou falta dele. Segunda-feira me faz lembrar que a semana vai passar e eu não vou sentir, justamente pela falta de tempo.

A xícara de café é a pausa para vida diante da correria. São naqueles 5 minutinhos que eu consigo o respiro e o fôlego para dar a mão para meu trabalho, meus problemas. Segunda-feira é o balde de água fria da semana. É o acordar  para a realidade, ir para trabalho, colocar os planos em prática, acabar com aquela lista de tarefas que sobraram da sexta-feira. É o “vai”, com ou sem medo.

Não estou reclamando da segundona, só estou dizendo que as 4 xícaras me ajudam a encarar os desafios da semana e acordar para a vida.

Um brinde com café, porque hoje é segunda.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo