A barba dele

Leia ouvindo: Mallu Magalhães – É você que tem

É natural se apaixonar por pés, mãos, olhos, bocas, braços, corpo, jeito ou qualquer coisa bonita que a gente veja no outro. Comigo não foi diferente, me apaixonei logo pela barba.

Nunca entendi o real motivo, mas a barba era mágica. Charme certo, roçar pelo rosto, rústico chic, respeitei o moço. Ele tinha tantas qualidades, que a barba era a menor delas. Sou dessas pessoas que se apaixonada por detalhes. Observadora por natureza, o rabisco me chama atenção.

Os barbudos sempre fizeram parte do time lá de casa. Pai, tio, primos, amigos. Amor que é bom, também tinha que ter barba e um sorriso lindo.

Tem gente que se apaixona pelo outro por motivos. “Era carinhoso”, “Tem dinheiro”, ” É bonito”, “Aquele da Barriga tanquinho” e assim vai. Paixão por motivos, não detalhes.

– Qual foi o motivo do amor?

– A barba dele.

Eu respondia com uma certeza que não cabia em mim.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Toda vez que alguém me perguntava motivos, eu apresentava detalhes. “Aquela mancha cinza, na imensidão verde do olho esquerdo dele”, poderia ser uma outra resposta. “A tatuagem das costas”. “O jeito de pegar da minha cintura”. A barba foi só o começo da história de amor.

Amor é detalhe. É ver no outro, nenhum outro que alguém viu. É o jeito de beijar a testa e roçar a barba na nuca. É a troca de olhares, os pensamentos distantes e o aconchego das mãos dadas. É o encostar no ombro, ajeitar-se no peito do outro. É o encaixe das pernas ao dormir e aquela procura dos pés aos acordar. É o jeito de sentar ao lado, de agarrar no sofá ou de fazer cuidados.

Encontrei na barba o detalhe que faltava e no sorriso dele a paz que eu precisava.

Quando dizem que o amor é cego, insisto em dizer que é cego nos detalhes. Amor se vive no lado a lado. E a barba, bem. A barba é aquele algo mais bonito que eu encontrei nele. Um amor revirado.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo