A decisão por meditação

Leia ouvindo: Home – Jack Johnson

“Pare de pensar e comece a viver.”

Foi assim que a vida me deu um belo tapa na cara através da fala de uma amiga. Realmente, eu penso demais, espero demais, me preocupo demais também. Não deveria me importar, afinal, quem realmente se importa?

Penso num futuro distante demais. Aprendi a trabalhar com planos, a, b, c. Sempre quero ter o controle de quase tudo. É tão difícil relaxar. É viver uma pressão que até existe, mas não necessariamente precisar ser minha. De fato, está na hora de desligar.

Foi com esse tapa na cara que eu decidi fazer algo por mim. Me apropriar daquilo que é meu por natureza, o meu eu real. Cuidar da alma, buscar calma, aprender a respirar, a mudar aquela maledeta chave que nos leva para o polo negativo de tudo. Eu realmente preciso ser positiva de verdade. Sem aquela história de acreditar desacreditando. Isso para tudo, não só em relacionamentos.

É uma busca incansável pela coragem de viver o agora, ter planos mais consistentes, saber que o futuro mais próximo que eu tenho a chance de quase controlar é o amanhã e que mesmo assim, o segundo seguinte da minha vida ao infinito pertence. É olhar para a vida e acreditar em uma mudança de fato, sem atalhos ou cortes no meio do caminho.

Segunda 2

[ Imagem: reprodução ] 

Ando descobrindo que as minhas mais sinceras certezas são as meus maiores medos e as minhas maiores dúvidas. Tudo mudou desde então. Mudei de direção sem estudar rotas, ventos ou tempestades. Segui o fluxo que o meu coração acreditou bravamente e descobri dentro de mim uma coragem muito maior do que eu imaginava. A coragem para não ter controle de nada e simplesmente deixar a vida ser vivida no melhor dos tempos, o presente.

Lá vamos nós para a meditação, juro que dessa vez eu desligo o celular ao invés de deixar no silencioso e não haverá absolutamente nada mais importante do aprender a respirar no meio do meu próprio caos.

2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo