A matemática do amor.

Leia ouvindo: Rachel Yamagata – I wish you love

Pode não parecer, mas sou um homem tão racional quanto emocional. Criado pelas exatas. Pela ciência. Pelas geometrias puras e sua racionalidade. Assim, acredito que há uma grande lição na matemática para diversas questões da vida. Inclusive para o menos previsível dos sentimentos. O amor.

Calma. Não estou falando da frieza normalmente atribuída aos calculistas (a qual eu, sinceramente, desconheço). Mas de uma das mais belas características das exatas: a sua assertividade e como isso nos faz amar de uma maneira mais leve. O atual problema então? Estamos fazendo as contas erradas.

“Já é o quarto cara que conheço que não deu certo. Logo mais chego a dez. Aí desisto.” Eu ouvi esta frase. Algumas vezes. Mas qual é o erro então desta simples equação? Os números estão onde não deveriam. Por quê? Simples. A matemática dos relacionamentos está contra você. É preciso entender a dificuldade do amor. E suas probabilidades.

8007

[ Imagem: reprodução ] 

Somos milhares. Com centenas de defeitos. Manias. Traumas e histórias. Um relacionamento a dois é tarefa séria. Prazerosa. Muito. Mas ainda assim, séria. E a tal felicidade depende de uma série de afinidades. Filosofias. Escolhas. São sonhos que andam juntos. Nos mesmos momentos. Respeitos mútuos. Suas chances então? As mesmas de encontrar estas agulhas em um palheiro.

Não é uma tarefa impossível. Mas envolve uma série de variáveis. As quais pouquíssimas você controla. Com apenas uma única certeza: encontrar agulhas sem puxar uma única palha não é humano. São estes os nossos aprendizados (já que não os considero fracassos). Encontrar uma palha é inevitável. Por definição, estamos sujeitos ao acaso.

Por isso, eu peço. Não contem mais quantas palhas já escolheram. Mais ainda, não percam o sono pensando se o atual frio na barriga será mais um. Apenas aproveitem. Desfrutem. E abandonem todas as contas, com exceção desta que apresentei. Se não puder, correrá um grande risco. E em meio a todas as suas preocupações e contagem de palhas, pode ser que uma agulha passe despercebida.

Assinatura_MAT

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo