Amor é o caralho!

8

“Você acha que viver uma história de amor é fazer uma surpresinha numa sexta-feira a noite, trocar uns beijos, foder religiosamente todos os sábados? Ou ainda ter um tempo certo para tudo e ter cada movimento ensaiado? Não é.

Só tem sentido entrar na vida de alguém para viver algo profundo.

Tudo acaba, e a única coisa que nos resta são as lembranças. Só podemos lembrar daquilo que foi visceral – algo entre ser levado para o inferno e ser trazido de volta para a realidade.

Se for raso não é amor.”

Essa belezura ai, é da Mel Lüdeman.

Últimos posts por admin (exibir todos)

You might also like More from author

8 Comments

  1. Mel Lüdeman says

    Fico feliz que tenha gostado do texto!
    Um abraço!! 🙂

  2. Dona Oncinha says

    Oi Mel 🙂
    Eu que fico feliz de ter achado textos ótimos como o seu!
    Desculpa não ter pedido autorização para “replicar”, mas dei os devidos créditos, afinal, vc manda muito bem 🙂

    Beijos

    Ju

  3. Bianca says

    “Só tem sentido entrar na vida de alguém para viver algo profundo.”

    Totalmente concordado.
    Ainda que seja sem compromisso, que seja profundo, que deixe uma marca, que sirva como boa lembrança ou até aprendizado.

  4. Allan Nucci says

    Ahhhhh orgulho dessas duas amigas ai que se “encontraram” pela net! 🙂
    beijo pras duas

  5. mi says

    Concordo plenamente que se for raso não é amor, mas discordo que só valha a pena sentir algo se for visceral, intenso, feroz.
    Às vezes, o máximo que algo ou alguém pode te oferecer é a possibilidade de um sorriso; mas quem não gosta de sorrir?
    E se não te deixou uma marca profunda, ao menos também não deixou nenhum dano.

    Um raio de sol pode não se tornar um belo dia ensolarado, mas já é melhor que um dia cinza. =)

    Apesar do outro ponto de vista, gostei do texto!

Leave A Reply

Your email address will not be published.