ARREPENDIMENTO?

Escolhas cada vez mais claras, porém, será mesmo que mais conscientes? Não sei. 

0

Leia ouvindo: Jon Hopkins – Luminous Beings

O momento atual exalta escolhas feitas com o coração. Nossas verdades ganham peso, a escolha só tem sentido, se fizer sentir. Escolhas cada vez mais claras, porém, será mesmo que mais conscientes?

Não sei.

Sempre que possível, confundimos clareza com consciência, e bem, são significados diferentes. Enquanto um traz holofote para questões, o outro traz presença e resolução. Sinceramente? Assim como o significado de gratidão foi banalizado, consciência segue o mesmíssimo  traço. Não acho que nossas escolhas estão tão claras e conscientes a ponto de não haver qualquer tipo de confusão ou arrependimento.

Fotografia: Juliana Manzato

E o arrependimento que trago aqui, não é aquele amargo de tão  remoído. É o que te impulsiona. É o arrependimento que traz clareza E consciência proporcionando as mudanças mais profundas.

O vitimismo é trocado pela autorresponsabilidade. Existe o arrependimento, mas existe também a transformação/motivação suficiente para não querer mais voltar para aquele lugar.

É necessário olhar para o passado em algum momento. Abraçar os arrependimentos e questionar o que poderia ser diferente para seguir em frente.

Longe de romantizar traumas do passado, mas trazer um pouco mais de clareza para o presente é fundamental. Olhar para dentro parece ser obrigação em 2020. Melhor assim, nada mais bonito do que iluminar, abraçar e conscientizar nossas sombras.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.