AYURVEDA | GUNAS

0

Leia ouvindo: Krishna Das – Baba Hanuman

Buscar o equilíbrio pelo Ayurveda, é equilibrar qualidades sutis que nos propiciam ao impulso do desenvolvimento espiritual. Essas qualidades são conhecidas como “Gunas”, ou do sânscrito, “aquilo que ata”.

Essas qualidades são compreendidas em três: Sattva, Rajas e Tamas; algo como “equilíbrio, ação e inércia”, e é normal que ao longo de nosso dia-a-dia possamos oscilar entre as três. O que buscamos ao atuar com a Ayurveda e a Yoga, é favorecer cada vez mais a qualidade Sáttvica, favorecendo o indivíduo a um melhor conhecimento de si mesmo.

É através dos Gunas que nossa mente e consciência atuam, e é por eles que manifestamos as ações e construímos nosso karma, nos impelindo de um nascimento a outro. Tudo que se deseja ou se objetiva são combinações dos três gunas, e compreender a raiz de cada um deles dentro de nós, nos ajuda a entender nossa natureza mental e espiritual, favorecendo o caminho perante nossos propósitos. Destrinchando um pouco mais sobre, podemos definir as qualidades sutis nos seguintes aspectos:

Sattva = equilíbrio, bondade, inteligência, harmonia, estabilidade, leveza, luminosidade, felicidade, contentamento, lucidez, paz, amor e união.

Rajas = ação, agitação, mudança, atividade, poder, prazer e energia.

Tamas = inércia, peso, escuridão, dificuldade, retardamento, limitação, ignorância, ilusão, insensibilidade, perda de si mesmo, materialidade, superficialidade, inconsciência.

No geral podemos dizer que a mente e consciência tem origem em Sattva, pois compreende-se que algo não pode perceber as coisas se não houver clareza e lucidez, e a percepção do nosso entorno com sutis percepções internas necessitam destes requisitos.

Fotografia: Vinicius Wawrzeniak

De Rajas parte a falsa ideia de que a felicidade pode ser conquistada pelo mundo exterior, desviando-nos de nossa paz interior, criando aborrecimentos, ilusões e desejos, enquanto ainda pior é a predominância de Tamas, onde tem origem a ignorância, reina o egotismo e o orgulho.

Agora, vale ressaltar que Sattva combina a energia de Rajas com a estabilidade de Tamas, sendo assim, há um equilíbrio entre os três Gunas, propiciando à pessoa paz, harmonia, saúde forte e passos em direção a seus propósitos pela maior facilidade em se conhecer.

Diz-se que aquele que vive em Sattva, transcende tempo e espaço liberando-se do ciclo kármico de renascimento, descobrindo o indivíduo o seu “Eu eterno”, e que quando desequilibrados, os três gunas levam a alma ao desenvolvimento através do processo de nascimento e morte.

Você deve estar se perguntando como desenvolver os aspectos sáttvicos de seu ser, então seguem algumas dicas:

1 – Viver em harmonia com a natureza a sua volta;

2 – Cultivar a lucidez e clareza mental;

3 – Coma alimentos preferencialmente orgânicos e da época;

4 – Medite sobre suas inseguranças e entenda a raiz de sua dor;

5 – Mantenha uma atitude verdadeiramente altruísta;

6 – Viva de acordo com seus propósitos de vida;

7 – Prevaleça a paz, mesmo em situações difíceis.

Espero que tenha lhe sido útil esta sucinta explicação para que possa assim perceber-se melhor e caminhar em direção a sua real essência.

Até breve;

Namastê!

Vinicius wawrzeniak

Vinícius Wawrzeniak é formado em relações Internacionais, Terapia Ayurveda e Yoga. É amante dos animais, fascinado por botânica e voluntário. Adora viajar e conhecer o diferente.

Últimos posts por Vinicius wawrzeniak (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.