Carta Aberta | Estou indo embora, e de vez

Leia ouvindo: The Young Romans – Lemon Trees

Querido,

Não foi fácil tomar essa decisão, acredite. Não paro de pensar um minuto sequer em tudo aquilo que vivemos e poderíamos viver, mas a sua teimosia reina. Diz querer só amizade, mas ainda lança olhares sobre mim de desejo. Sei que também não é fácil para você, mas decidi ir realmente embora e te deixar de vez no passado. Sem acreditar em reviravoltas malucas que a vida pode dar.

Cansei de criar expectativas. Cansei de afogar minhas mágoas em copos de vodka. Cansei de brincar de troca de olhares. Cansei de te ver olhando para mim e não se mover para vir me pegar e levar com você. É estúpido continuar vivendo uma vida de ilusão e mágoa. Machuca de uma maneira insuportável, talvez mais do que bolhas de sapato novo. Aliás, comprei novos sapatos. Sei que te contando isso vou te tirar do sério. Você sempre ficava assim quando me via com sacolas.

{ Imagem: reprodução }
{ Imagem: reprodução }

Levo nas malas minhas coisas, algumas cartas de amor e pouca fotografia. Decidi queimar as velhas lembranças antes de sair do apartamento que dividimos e que morei sozinha depois da nossa separação. Doeu, mas não me matou. Já faz algum tempo que cuido das minhas feridas, esperando a hora de ir em frente sem te dar a mão e pedir para você ir junto. Aprendi a não precisar de você ou dos seus abraços. Me tornei uma independente machucada, mas talvez você pouco se importe com isso.

Sua vida de bares, baladas e amigos anda agitada, como nunca antes vista. Olho para você e não te reconheço mais, talvez por esse motivo tenha visto a necessidade de te deixar no passado, junto com aquelas bonitas lembranças. De agora em diante, mesmo recuperando os machucados, você ganhou um novo status: ex-amor. Irônico pra caralho porque você podia ter sido tudo.

Tentei ser breve, mas como sempre falo/escrevo demais. Quero que seja feliz e que leve a vida que lhe fizer feliz. Do fundo do coração te desejo felicidade. Quero também que fique longe de mim, o meu status já está mais do que definido, também sou sua ex-amor. É melhor assim, sem expectativas, falsas esperanças e todo esse mimimi de casais que tentaram de tudo e mesmo descobrindo que não dão certo, ficam tentando e ferindo um pouco mais o coração.

Cansei de você, de nós. Descobri que histórias de amor me deixam exausta e que são mil vezes melhores quando os outros vivem, tipo conto de fadas mesmo.

Obrigada por ter sido nada quando eu precisava que você fosse tudo. Obrigada também por me ensinar tudo o que sei sobre amor e separações dolorosas. Amor é extremo. Nós somos extremos.

Te amei até quando mais doeu e quando me vi mais feliz do que imaginava. Fui feliz ao seu lado, mas preciso de alguém lado a lado.

Ass: ex-amor.

Assinatura_Juju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

3 comentários em “Carta Aberta | Estou indo embora, e de vez

  1. SENSACIONAL!!!!
    PARABÉNS JU, ESSE TEXTO ARREBENTOU!!! SONHO EM TE CONHECER QUERIDA!!!
    BEIJOOS

  2. E olha eu, relendo os textos antigos para achar “resposta” dos acontecimentos que aparecem de surpresa,( do tipo o texto aí em cima) e como Escreveu Adriana aí, sonho em te conhecer. um salve a internet que me salva e de eu ter achado esse blog maravilhoso. bjoo Ju sucesso,sucesso,sucesso.. PS; vem logo pra Bahia

  3. E mais uma vez você conseguiu fazer eu chorar.. Não sei se é pq este texto tem haver com o que estou passando: “casais que tentaram de tudo e mesmo descobrindo que não dão certo, ficam tentando e ferindo um pouco mais o coração.” Mas ainda não tenho a coragem de deixar ir..

    Obrigada por compartilhar a sua alma conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo