Coração na corda bamba

Leia ouvindo: This will Be Our Year – The Zombies

Acho que seria melhor ter nascido em outra época. Sem essa coisa de redes sociais, telefones com internet, relacionamentos abertos, crises de ansiedade que deixam na beira de abismos e finalmente, a geração dos anti-depressivos. É uma merda ter nascido no mundo moderno e ter perdido valores que realmente importam. Falo por mim e por você, que lê esse texto.

Estamos fugindo para opções mais fáceis de enfrentar a vida. Olhamos cada vez mais o instagram alheio para ver como está o nosso. Não é mais uma coisa de grama, mas sim de filtro – qual é o mais bonito? Temos relacionamento mas não temos vinculo, paciência ou tentativa. A ansiedade para consumir o estômago e a vida. Lá vamos nós brincar de tarja preta sem necessidade. Depressão é sério, tarja preta para fazer graça são outros 500.

{ Imagem: reprodução }
{ Imagem: reprodução }

O mundo parece mais pesado e quadrado. A energia não flui, as dificuldades aumentam, o choro preso no peito aperta, os sapatos não vestem como antes, a pressão em ganhar dinheiro e viver para ele parecem acabar com qualquer sonho. Um merda bem fedida jogada no ventilador e vindo direto para a nossa cara. E eu te pergunto, o quê realmente importa? Viver é tudo isso que as pessoas dizem nas redes sociais ou é deixar o celular de lado?

Ando pensando muito em tudo aquilo que é importante para mim e não para o outro. Dane-se o que ele pensa ou o que ele faz, quem decide a cor do meu filtro sou eu, e o corte da grama também. O negócio agora é focar em si e ir atrás de tudo aquilo que te faz realmente bem. Abandone vícios, desligue das redes sociais, vai colorir o mundo, se dedicar a um projeto social ou seu mesmo. Corra atrás daquilo que te faz bem! Dinheiro não é tudo, deitar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilo ainda é uma das melhores coisas que podemos ter na vida.

Segunda-feira costuma ser um dia pesado. Seja você, leve. Boa sorte!

Assinatura_Juju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo