De tudo ao meu amor serei atento

{ Imagem: reprodução } 

Nada era tão bonito quanto o sorriso no rosto deles. Sorriso de amor. Sorriso de escolha, para uma vida inteira.
Ela tinha achado o príncipe. Ele tinha achado a mulher para dividir a vida.
Os dois foram unidos pelo acaso, num dia comum de verão. Não foi nada parecido com conto de fadas, mas foi bonito e verdadeiro.
Quando o acaso decide unir, prepare-se que é para a vida inteira. Histórias de amor, podem ser eternas ou temporárias, mas ainda continuam sendo histórias de amor. E eles construíram uma história de amor, respeito, admiração e alegria. Passaram por toda e qualquer dificuldade que casais passam, mas eles tinham algo especial. Quando algo no relacionamento “quebrava”, eles teimavam e consertavam. Por quê? Porque acreditavam na escolha que tinham feito naquele dia de verão e sabiam que aquilo seria para a vida inteira.

Acreditavam no “infinito enquanto dure”, mas no Soneto da Felicidade, de Vinicius, tem uma parte que quase ninguém repara…

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvou hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.
(…)”

Não estavam juntos pensando em não dar certo. Faziam do relacionamento uma conquista diária e conjunta. Por que amor é isso, é ser atento antes, persistente, compreensivo, andar junto para a mesma direção e principalmente, não desistir.

Se exister algum segredo para ser feliz ao lado de outra pessoa, talvez seja esse, não desistir. E os dois escolheram isso, ir além ao invés de simplesmente desistir da própria escolha.

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Um comentário em “De tudo ao meu amor serei atento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo