Decidiu-se amar

E o que a gente faz quando descobre que quer amar?

2014 começou e você prometeu a si mesma encontrar um companheiro. Depois de alguns anos de uma solteirice bem vivida e aproveitada, a poltrona vazia do seu lado no cinema começou a incomodar.

{Imagem: reprodução}
{Imagem: reprodução}

Promessas e simpatias são caretas demais, porque você acredita mesmo é na força do acaso. Vai andar pela rua olhando para tudo e todos, vai sorrir para todas as faixas etárias e deixar chegar o alto, o baixo, o careca e o cabeludo. Tem certeza que o que é seu está guardado, mas que não custa nada dar uma pinta por aí.

Uma fase de descobertas que se abre com um estampido, e ensurdece a mais aventureira das suas faces. Não que vá largar a loucura de lado, porque o que você quer mesmo é alguém que compactue com as suas vontades mais insanas. O que acontece é que agora nem tudo passa a ser só seu, e o desejo mais crescente é o de compartilhar.

Renovam-se as roupas íntimas, os lençóis, a mobilha e a esperança. O coração meio vazio quer se fazer completamente cheio, e afogar toda e qualquer solidão que ouse achar que ainda sobra um espaço. É verdade, você está preparada, e só quer que chegue aquele que for ficar.

Senta… Espera… Sonha…
Mas tem certeza que o amor há de acontecer.

Assinatura_Bia

Bianca Carvalho
Últimos posts por Bianca Carvalho (exibir todos)

Bianca Carvalho

Uma carioca branquela, bagunceira e desbocada. Uma mulher questionadora, inquieta e expansiva. Uma amante do mundo, dos cachorros e de pessoas apaixonadas pela vida.

6 comentários em “Decidiu-se amar

  1. Bia Adorei o texto e estou seguindo essa frase ” Mas tem certeza que o amor há de acontecer.”
    PS: assim seja rsrsrs

    bjo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo