Deixe partir

Leia ouvindo: JOHNNYSWIM – Annie

O maior pecado que cometemos com a liberdade alheia é prender pessoas a nós sem a real vontade de fazê-las ficar. Tê-las ali porque é bom, porque é confortável, porque vez ou outra você vai vir a precisar delas, mas não querer estar exclusivamente com elas e não torna-las prioridade em sua vida. Atitude que beira a crueldade.

Que os seres humanos são egoístas acho que já estamos cansados de saber. Você pode até sair um pouco da curva e ser daqueles que se doa mais do que pede em troca, mas todos nós fazemos a maioria das coisas porque serão boas para nós, em detrimento, muitas vezes, do que vai ser bom para o outro. Acho que é natural. Mas se não te faz querer ficar, ou ir e não querer voltar, por favor, deixe partir.

Há bênçãos que chegam de forma silenciosa nas nossas vidas, e por não fazerem o barulho que outras surpresas já fizeram, seguem de forma inexpressiva e sem merecimento da devida significância. Talvez por chegarem na hora errada, pode ser que tenham sido entregues em outro endereço. Não chega a ser maldade que as pessoas não percebam a importância, mas torna-se culpado aquele que não permite que ela se vá e busque o que será certo na hora certa.

[ Imagem: reprodução / Pinterest Cotidiano Dela ]
[ Imagem: reprodução / Pinterest Cotidiano Dela ]

Se você não sente borboletas no estômago toda vez que ela chega ou que seu telefone vibra com uma mensagem dela, deixe-a partir. Se você prefere permanecer com as mãos livres e não sente falta da mão dele segurando a sua, deixe-o partir. Deixe o outro partir se não é ele quem ocupa sua mente quando toca aquela música especial, ou se não é com ele que você quer compartilhar aquele acontecimento bobo que te fez rir no meio de um dia comum. Deixe partir se você não consegue se bastar com o fato de que o sorriso dele é capaz de mudar o astral de qualquer ambiente ou se você não enxerga a luz radiante que ela emana quando faz as coisas mais simples.

Medo de perder não é equivalente a amar, e se não é amor, não faz sentido ficar. Se você não olha para o outro e não se sente plenamente abençoado por tê-lo contigo, mais uma vez: deixe-o partir. Porque muita gente gosta de se amarrar à outras pelos motivos mais confusos, mas muitas vezes tudo que ela precisa, mais do que reciprocidade, é que você seja aquele que desate o nó.

Bianca Carvalho
Últimos posts por Bianca Carvalho (exibir todos)

Bianca Carvalho

Uma carioca branquela, bagunceira e desbocada. Uma mulher questionadora, inquieta e expansiva. Uma amante do mundo, dos cachorros e de pessoas apaixonadas pela vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo