É o (meu) filhinho da mamãe!

5

Dez entre dez mulheres já se envolveram ou conhecem alguém que se envolveu com o famoso “filhinho da mamãe”.

Que todo homem é um menino crescido, ninguém duvida (sim, eu tenho uma pick-up de controle remoto gigaaaante), o problema é quando vocês, oncinhas, são obrigadas a fazer as vezes de mãe. Obrigadas por assim dizer, porém, envoltas em uma cortina de fumaça que mescla carinho com instinto maternal, acabam por dar continuidade ao reinado da Dona Mamãe com seus amados.

E como saber se ele é um filhinho de mamãe compulsivo? Simples:
Quem arruma a cama dele? Se é a mamãe ou empregada, desconte 1 ponto e faça beicinho com isso. Se é você, faça greve de sexo por melhores condições de trabalho.

Pergunte a ele, qual o caminho que a roupa percorre quando sai do corpo, até voltar dobrada, passada e guardada nas gavetas ou penduradas no cabide. Se ele souber, acrescente 10 pontos e compre uma lingerie nova. Se ele já souber ou fazer esse circuito acontecer, além da lingerie nova faça aquele lance de… aaahhhh esquece.

Tudo o que ele sabe fazer é um Miojo e ainda assim, lendo as instruções? Volte uma casa e tente pelo menos acrescentar uma cenoura no simalucro de macarrão. Sua ajuda nesse momento pode ser decisiva. Vale 5 pontos de chorinho.
Ao acabar o banho, o banheiro parece que foi aberto pra uma rave? Diminua 20 pontos e repense seu relacionamento. Uma viagem de intercâmbio pra Cancun, é uma boa pedida nessa hora. Se a bagunça do banheiro se estender ao quarto, faça esse intercâmbio virar uma mudança permanente.
As cuecas e meias que ele tem, são presentes de natal, aniversário e dia dos namorados? Ele nunca saiu pra comprar estes itens e, quando entra na loja nem sabe onde ficam? Diminua 30 pontos e finja uma longa dor de cabeça. Uns 20 dias são suficientes. Se as ditas vestimentas estiverem furadas, diminua mais 10 pontos (além dos 30) e incorpore uma TPM apoteótica e digna de um documentário.

Enfim, se tudo o que ele entende de compras em um supermercado se resume às gôndolas de cerveja, energéticos, vodka, carvão, batatas-fritas e carnes embaladas à vácuo, encerre o jogo e pense seriamente em colocar a plaquinha “precisa-se” na frente da sua casa.

Mas no que isso influencia um relacionamento?

Se vocês, oncinhas, não quiserem substituir as mamães desses marmanjos, pensem que isso cresce em projeção geométrica. Hoje vocês compram cuequinhas para ele, amanhã, precisam tirar o prato da mesa onde o sultão almoçou, além de lavar, varrer e passar. E não adianta reclamar, afinal, vocês deram o aval.
É claro que essa abordagem é caricata e nem todos os homens (principalmente hoje em dia) são assim. Cabe a vocês acharem e triarem.

Se homem precisa cuidar de uma casa? Eu penso que sim. Ou ter uma conta bancária obesa para bancar uma diarista e um saco de Jó para fazer todas as refeições fora de casa (o que implica em uma conta bancária com obesidade mórbida).
Agora, se as oncinhas se enxergaram em boa parte dos exemplos, saibam que uma criança não consegue cuidar de outra criança.

Beijokas e saibam que estou na iminência de comprar uma Kombi gigaaaaante de controle-remoto.

Últimos posts por admin (exibir todos)

You might also like More from author

5 Comments

  1. Anonymous says

    Além de realista o humor faz do texto algo interessantissimo,haha…eu mais uma vez amando os posts!Esse lance de pontos eu vou agregar a minha vida, rs!
    Parabéns, tigrão, sem dúvida seu modo de ver as coisas é surpreendente a cada texto, e só pra constar: não quero ser mãe de maramanjo não.Palavra de oncinha,haha…

    Beijo,
    Dany

  2. Anonymous says

    Meu Deus quanta revolta contra nós! AUSHUAS
    Parabéns pelo post! Rindo aos kilos aqui.

    Pelo menos meu miojo é ótimo ok!
    Beijo
    Bruno

  3. Guto Arruda says

    Eu tirei 10 na avaliação!
    Lavo, passo, cozinho, olho as crianças, faço massagem relaxante na Minha Onça depois do trabalho e no mínimo uma vez por mês desapareço com ela pra um Motel bem gostoso.
    Morei sozinho durante 6 anos em Campinas e meu apartamento sempre foi um brinco.

  4. Guto Arruda says

    Outra coisa,

    Eu não culpo homem nenhum que não tenha tais habilidades organização da casa e que não saiba cozinhar. São dois fatores: falta de interessa da pessoa ou alguém não deixou o cara levantar a bunda da cadeira nem para fazer o próprio prato. E para as Oncinhas solteiras, quando vocês encontrarem um “Filhinho da Mamãe” e resolverem casar com ele estejam certas de duas coisas: 1)Vocês vão ter que assumir o papel da Mãe dele; 2) Vão sofrer Auditorias Constantes da Sogra.

    E se ele um dia ele fizer a besteira de reclamar de você para a Mãe… melhor cancelar o Natal e o ano Novo até o restinho da década.

  5. Doce Veneno says

    Olha…td depende…em nome do amor..mts podem mudar, e claro, boa vontade, mudam para melhor até apra eles…digo issopor experiência própria…qd vc se envolve nemsmepre vc sabe de tds esses etalhes, mas aí vc já está apaixonada, envolvida e como faz? simplesmente isso acaba? claro que não..pontos a serem pensados nesse texto babys

    bjs da Doce

Leave A Reply

Your email address will not be published.