Ele não sabia o que sentia

Leia ouvindo: Cazuza – Eu preciso dizer que te amo

Ele não sabia o que sentia. Por ela. Por aquela situação toda. Os olhos dela arregalaram quando ouviu: não sei o que sinto por você. Ela tinha medo. Afinal tantas coisas tinham acontecido entre eles. Tantas histórias que eles sempre lembravam rindo juntos. Mas como em qualquer relacionamento, esse também tinha suas manchas. O medo dela não era que ele sentisse raiva ou mágoa. O que a assustava era a indiferença. Isso com certeza seria demais para ela suportar. Ainda com os olhos arregalados e coração apreensivo, ela rezou em pensamento. “Espero que seja amor”. Porque era isso que ela também levou um tempo para descobrir que (ainda) sentia por aquele cara.

[ Imagem: reprodução ] 

As manchas trouxeram algo de incômodo, um desgosto. Mas não passava de coisa de momento. Como um sopro na areia, só o que era sólido ficou. Ficou carinho, respeito, saudade. Vontade. Tudo que eles construíram apesar do pouco tempo que tiveram. Essa frase marcou o encontro daquela noite, ela não parava de pensar nisso. Por que ele não sabe se é tão claro para ela? Nada poderia ser tão simples.

Pensando bem, quem era ela para julgar? Quantas vezes também não ficou confusa com seus sentimentos? Na verdade, é mestre nisso. Inclusive em relação a ele. Ela também moscou demorou. Portanto, cabe a ela aceitar que pode ser mais difícil do que parece definir o que uma pessoa representa na sua vida e o que você sente por ela. Pode levar tempo para entender tudo que um coração pode sentir, ainda que sejam só coisas boas. E se for amor mesmo, ele tarda, mas não falha. Como aconteceu com ela.

Naquela mesma noite, ela deixou escapar um “eu te amo”.

ASS

 

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo