Ele quer ficar

Leia ouvindo: Marble Sounds – The Days We Care About

Sua vida amorosa poderia facilmente se resumir a relacionamentos amistosos. Tentativas e mais tentativas frustradas de amor. Não que o amor seja frustrante, mas as tentativas são. Insistimos em enroscar as pernas em alguém que não quer saber de dia seguinte. Encontramos efêmeros e não eternos. Mesmo sendo utopia, continua sendo poesia bonita. Alguém que leve café na cama, um bilhete de amor, uma surpresa no final de semana. Romântico demais para a mulher que se tornou.  Meloso demais para esse lado anti amor que cada um deles deixou em você.

Até que naqueles 5 minutinhos de desistência, eis que surge alguém. Aquele alguém que a gente geralmente não dá valor por ter traços tão parecidos com aqueles que fizeram lágrimas rolar. Pisa-se no freio com força. De novo não. Você não quer partir para o Tinder. Você não aguenta mais é partir seu coração. Chega! Era para desistir e não continuar.

Como quem não quer nada você dá uma brecha, ele vai ser parecido com os outros, mas ele também pode ser mais legal. Você que já estava querendo matar a esperança a pauladas, decide bater mais de leve, como quem amacia a carne no preparo. É inevitável não se animar com tais investidas, mesmo com o coração suplicando amor e a cabeça gritando por razão.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Extremos não servem para ser juntos. Enquanto a razão espanca a esperança, o amor te abraça. Você foge, usa aquelas táticas erradas, toma porres, faz tudo errado para justamente a esperança sair dali com medo e te deixar em paz. É loucura fugir do inevitável, enquanto a gente brinca de amor, o coração joga sério.

Nos dias mais errados, ele foi o cara certo. Ele tomou porres com você, ouviu suas histórias de casamento, conheceu os seus amigos bêbados, te ligou em quartas-feiras comuns, deixou a cama completa quando achava que ele iria embora, te deu flores e abraços espontâneos. Assistiu comédias românticas em dias de campeonato, apareceu com chocolates na TPM e salada quando percebeu a sua dieta. Ele não criticou suas roupas curtas, seu jeito desastrado e a sua mania de esquecer o despertador ligado.

Quando você viu, não existia mais razão, mas um coração que pulsava por você. Ele queria ficar. Ele já não precisava mais atingir o seu lado trágico. Os domingos pela manhã eram seus, e o boa noite durante a semana também. A sua razão em fazer tudo errado não existia mais, você não queria imaginar mais seus dias sem ele.

Aqueles que passaram por você sem tirar ao menos um sorriso não merecem suas lembranças. Sempre que você pediu em suas orações “Alguém que queira ficar”, o universo respirava a seu favor e mexia as estrelas. São naqueles minutinhos de desistência que temos a chance, o ponto da virada, a oportunidade em seguir em frente e ver o que vai dar.

Seu desejo é uma ordem. Ele quer ficar, e agora?

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

3 comentários em “Ele quer ficar

  1. PERFEITOO!!! E que é cara é esse da “reprodução” ? hahahaha
    BEIJOS MINHA LINDA!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo