Equilibre-se

Leia ouvindo: Fickle Friends – Swim

Uma coisa tem me chamado a atenção ultimamente. Principalmente nessa época do ano. A falta de paciência em que muita gente chega nessa altura do campeonato. Seja na faculdade, no trabalho, no trânsito, na vida como um todo, ta todo mundo pelo fim do ano. Contagem regressiva pra sair de férias, ou pra terminar o TCC, ou pra chegar em casa, enfim, seja qual for o motivo dessa pesada energia, percebo como priorizamos demasiadamente o fim, sem se preocupar com o caminho que foi percorrido durante o processo. Estudantes querem o diploma. Trabalhadores querem férias. Gestores querem bônus. E nessa busca maluca por um resultado, esquecemos ou não pensamos o preço que vamos pagar por “acelerarmos a máquina” mais do que ela suporta.

8201

[ Imagem: reprodução ] 

Eu não acredito que os fins justificam os meios. Bem pelo contrário, o único fim ao qual eu tenho certeza é a morte, o resto é tudo caminho. Eu busco fazer deste caminho algo leve, prazeroso e saudável, que me dê força e energia pra superar os problemas que eventualmente surgem ao longo do processo. Ao invés de sobrevivermos durante boa parte do ano pra tentarmos viver enlouquecidamente o mês de férias, porque não vivemos de forma mais equilibrada durante o ano inteiro? A saber, hoje fechamos o escritório e voltamos dia 06 de janeiro. Não com um sentimento de alívio, nem de “graças a deus”, mas levando esse período de pausa pra refletir sobre os erros e acertos de 2014 e já prever coisas melhores pra 2015.

Como prega a Ética Aristotélica: “A perfeição é o meio-termo entre dois vícios: um por excesso, e o outro por falta.”

Desejo então, um 2015 de muito equilíbrio pra todos. Ciente de que cada ser possui distintos critérios capazes de lhe proporcionar a harmonia entre o excesso e a falta.

Namastê.

Assinatura Ti_2014

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo