Estado civil? FELIZ!!!

12
O famoso “se amarrar” saiu de moda?! Não, milhares de pessoas ainda querem ter alguém especial ao lado para compartilhar as alegrias e tristezas da vida, porém, outras milhares, optam por ficar solteiras, ou por que estão cansadas de sofrer por amor, ou por que o estado civil é ser feliz. Algumas tem medo de se apaixonar, outras se apaixonam em 3 min, e acaba assustando esses milhares de solteiros quando os caminhos decidem se cruzar…
Sou super adepta do:  Estado civil feliz! A sociedade impõe milhares de rótulos para relacionamento, é ficar, namorar, morar junto, separar, casar…e o mais estranho dessa história é que as pessoas precisam desse rótulo para a vida! Morar junto é ser casado?! Sair com alguém por 5 meses é “estar namorando”? Tudo depende do ponto de vista.
Acredito que as pessoas poderiam deixar os rótulos de lado para começarem a viver a vida, ninguém precisa estar casado, as pessoas precisam se sentirem casadas, o mesmo acontece com o fato de namorar, ficar, se existe respeito e sentimento de ambas as partes, ótimo, vocês estão felizes, curta o momento e esqueça os rótulos.
Um dos melhores textos (e conselhos) que recebi sobre namorar foi esse abaixo…simples, direto e claro divertidíssimo =)
“Na hora de cantar todo mundo enche o peito nas boates, nos bares, levanta os braços, sorri e dispara: “eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também”.
No entanto, passado o efeito do uísque com energético e dos beijos descompromissados, os adeptos da geração”tribalista” se dirigem aos consultórios terapêuticos, ou alugam os ouvidos do amigo mais próximo e reclamam de solidão, ausência de interesse das pessoas, descaso e rejeição.
A maioria não quer ser de ninguém, mas quer que alguém seja seu. Não dá, infelizmente, para ficar somente com a cereja do bolo – beijar de língua, namorar e não ser de ninguém. Para comer a cereja é preciso comer o bolo todo e nele, os ingredientes vão além do descompromisso, como:
-não receber o famoso telefonema no dia seguinte; 
-não saber se está namorando mesmo depois de sair um mês com a mesma pessoa;
-não se importar se o outro estiver beijando outra, etc, etc, etc.
Desconhece a delícia de assistir a um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçado, roçando os pés sob as cobertas e a troca de cumplicidade, carinho e amor.
Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser cuidado por ele, é telefonar só para dizer bom dia, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, transar por amor, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter “alguém para amar”… Somos livres para optarmos! E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém. É ter coragem, ser autêntico e se permitir viver um sentimento…”

Nessas horas adaptar-se ao estado civil feliz sempre é uma boa opção =)

Beijos

Juliana Manzato

You might also like More from author

12 Comments

  1. Rubens Gualdieri says

    Em relacionamentos somos todos doutores e todos pacientes (alguns, moribundos). Damos um conselho aqui e vamos pedir outro conselho ali, festejamos o dia do Solteiro e em seguida fazemos ironia dizendo: mais um dia do solteiro!!! É assim mesmo, somos inconstantes, imaturos, infantis até. O perfil do orkut parece até que está com bug: estou namorando, não estou mais, agora estou, agora não estou. Mas sempre esquecemos que o mais importante é: ser feliz. Muito além dos rótulos. Parabéns pelo post. bjoks

  2. Dona Oncinha says

    Rubens,

    Você falou uma das maiores verdades!!! Concordo totalmente com o que você disse, orkut, face e até o pobre twitter estão vulneráveis demais para as relações.
    Obrigada pelo comentário =)

    Beijos

    Ju

  3. Mariana says

    Oi linda… passei para conhecer o blog!! Adorei!! Bjuss

  4. Dona Oncinha says

    Aline,

    Que bom que gostou =)
    Seja bem vinda por aqui, obrigada por seguir!!!!

    Beijos

    Ju

  5. Anonymous says

    OI JU, QUE TEXTO EXPRESSIVO;

    SABE, TENHO REFLETIDO MUITO SOBRE A VIDA, SOBRE TUDO E TODOS; E, ESPECIFICA E PARTICULARMENTE, SOBRE MIM MESMO; E, CADA VEZ MAIS, ENCONTRO COMO RESPOSTA, ESTA TÊNUE VIA, DE MÃO ÚNICA, TRAZIDA EM SEU TRABALHO.

    CADA VEZ MAIS, ME TORNO ADEPTO DE TAIS COMPORTAMENTOS…

    BJO E FICA COM DEUS,

    VASCO MORETTI FILHO – VASQUINHO.

  6. Dona Oncinha says

    Oi Vasquinho,

    Pois é, ser feliz é regra agora, não importa se sozinho ou com alguém!! =)
    Obrigada pelo comentário!

    Beijos

    Ju

  7. Tati says

    Ola Dona Oncinha.
    Vi o post da Andressa Biata no FB e vim aqui pra ler. Gostei do seu texto!! Adoro blogs assim. Tb tenho um, é minha ‘catarse’.
    Virei aqui com mais frequencia 🙂
    bjo e prazer
    Tatiana

  8. Dona Oncinha says

    Tati,

    Seja super bem vinda e apareça sempre por favor!!! =)
    Me passa o endereço do seu blog pra eu acessar…vamos trocar figurinhas…

    Obrigada pelo comentário!

    beijão

    ju

  9. Dani Petroli says

    don´t worry… be happy ever!!!!
    Great post Jú!
    Bjus

  10. Dona Oncinha says

    Meu mantra esse aí Dani!!!

    Beijos lindinha!!

    Obrigada pelo comentário!

    Beijos

Leave A Reply

Your email address will not be published.