Faça sua dor dançar

Leia ouvindo: Tom Misch – The Journey

Coração com câimbra, dor sem fim. Mesmo com a vida cheia de confetes coloridos, viver dói. Os motivos são vastos, com diversas causas, lágrimas e angustias, mas se tem uma coisa que precisa existir sempre é a esperança. Que a dor não passe, mas que ela melhore. Amém.

Quando os problemas são muitos eu danço macarena, quando são poucos, Rick Martin (1,2,3…). Com a dor eu tento dançar. Não que eu seja pé de valsa, com como boa ex bailarina, enganamos no remelexo. Dor não é uma coisa boa de lidar, a gente tenta. Se reinventa na verdade.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Com o passar da vida nos acostumamos com tantas coisas que não são necessariamente boas, e com a dor não podia ser diferente. Existem aquelas dores que nunca vão passar, vamos aprender a conviver com elas. Vamos beber, jogar confete de felicidade talvez, chamá-la para uma dança, bater papo no sofá em um dia frio e assim por diante.

Não há mal que sempre dure, dores que não passam e alegrias que acabam. Temos tudo para ser pessimistas e nos entregarmos para aquele determinado problema, mas daí eu digo, e aquele belo soco no estômago que podemos dar primeiro ao invés de revidarmos. Pois é, se a vida bate e a gente revida, porque não bater mais?

Dores eternas em períodos finitos. Podemos escolher como e quando sentir, sem desrespeitar uma lei clara, não temos controle de nada à não ser sobre nós mesmo. Senhores do próprio destino, escolhas, amores e dores. Faça sua vida dançar que todo o resto também vai encontrar seu par.

Ninguém disse que seria fácil, mas também ninguém proibiu de ser divertido. Vá para pista independente do estado que esteja o seu coração. Câimbra se resolve com alongamento, coração dolorido com dança. Faça sua dor dançar e aproveite a música, provavelmente você não tem nada à perder e ainda vai se divertir.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

2 comentários em “Faça sua dor dançar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo