Foi AMOR e eu SENTIA!

Leia ouvindo: John Legend & Lindsey Stirling – All Of Me 

Quando me olho no espelho e questiono o que de fato houve entre nós dois, não há outra palavra para definir: era AMOR. Era esse sentimento tão raro hoje em dia, sabe? Era AMOR e eu sabia.

Você foi meu amigo, meu companheiro, confidente e conselheiro. Foi meu amante, meu neguinho lindo, e até “O CARA” de Roberto Carlos. Foi AMOR quando você me dava bonecas de presente de aniversários de namoro, quando me enchia de flores, e quando descobriu que eu sujo a mesa comendo.

Foi AMOR, meu AMOR. Foi AMOR quando você me chamava de doidinha e depois dizia que gostava mesmo assim, quando chorou na minha frente quando eu terminei por medo de me apaixonar, quando me encheu de moedas assim que percebeu que, num dia qualquer, eu teria ficado triste por você não poder ficar comigo até mais tarde, querendo me comprar da forma mais simples e linda possível, me fazendo sorrir. Foi AMOR quando você fazia de tudo apenas para me agradar, e ainda assim eu conseguia discordar.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Quando me olho no espelho e me pergunto o que de fato houve entre nós, não encontro outra palavra: foi AMOR. Foi AMOR quando você alisava e observava cada detalhe do meu rosto por horas, quando era o meu ranzinza preferido, mas também aquele que tinha um cheiro que só eu sentia. Foi AMOR quando você era o meu impaciente e quando perguntava o que eu estava pensando quando ficava calada. Foi AMOR diariamente, quando me passava mensagens discretas perguntando “onde anda o meu AMOR?” apenas para controlar meus passos, e eu fingia não receber.

Foi AMOR, meu AMOR. Foi amor de verdade e eu descobri quando você me levou para conhecer uma cachoeira descalça para que eu percebesse que a vida deveria ser levada com os pés no chão, e à noite me perguntou, pela primeira vez, o que eu de fato queria contigo. O que me dói é que foi AMOR e eu sabia. Foi AMOR e eu sentia.

*Carta para o meu primeiro AMOR, que levou consigo a certeza de que foi AMOR. 

Manu Berbert

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

2 comentários em “Foi AMOR e eu SENTIA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo