Histórias da Vida


A história é antiga e seus personagens variam entre as lagartixas e os camaleões. Mas isso pouco importa, como todo bom conto, o importante é a lição que fica.

Para ilustrar, vamos eleger os camaleões como nossos protagonistas: diz a história que havia um casal de camaleões e que, seriam camaleões normais se não fosse o fato da Camaleoa ter uma particularidade no seu rabo. Ele mudava de cor independente do ambiente que estivesse, então, se estavam na mata, os camaleões aderiam a cor verde e o rabo da Camaleoa, porém, fazia um verdadeiro arco-íris. A ponta era azulada, mudava pro amarelo, ia pro vermelho, mesclava com o violeta. Coisa de louco. E o Camaleão adorava isso. Amava sua namorada Camaleoa e adorava o seu rabo psicodélico.

E assim seguiam os dias, passavam os meses e os camaleões eram muito felizes. Mais ainda o Camaleão tendo uma namorada com um rabo daqueles por perto.

Um dia, os camaleões foram atravessar a estrada e, com todo cuidado, olharam pra um lado, olharam pro outro e vendo tudo calmo, atravessaram. O que pouca gente sabe – e os camaleões sabem menos ainda – é que eles enxergam muito mal. Estavam atravessando a estrada quando um ruído aumentou de repente e o Camaleão viu uma moto vindo em alta velocidade, já muito perto. A Camaleoa estava praticamente fora de perigo, porém, seu rabo ainda estava na estrada. Aquele rabo todo colorido, com todas as cores se alternando.

O Camaleão não pensou duas vezes: com um salto foi em direção ao rabo, jogou-o pra fora da estrada e não viu mais nada. A moto passou com a roda em cima da sua cabeça.

Moral da história: Muitas vezes, por causa de um bom rabo se perde a cabeça.

Homens, é isso mesmo?

Bjks.
Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

4 comentários em “Histórias da Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo